Economia e NegóciosFeiras e Eventos

Apsen Farmacêutica comemora 50 anos com grande festa: ‘melhorando vidas’

Se os fundadores da Apsen em 1969, o casal Mario e Irene Spallicci, fizessem naquela época uma viagem no tempo para o ano de 2019, certamente se surpreenderiam com a empresa que criaram.

Afinal, o pequeno laboratório fundado há 50 anos, no bairro de Santo Amaro, em São Paulo, hoje conta com mais de 1,3 mil colaboradores, 42 marcas, 14 produtos exclusivos, 4 apresentações exclusivas, ocupa o 24º lugar no mercado (sem genéricos), e o 14º lugar em prescrição (também sem genéricos).

LEIA MAIS: Surdos que Ouvem 2019

Mas, certamente, haveria algo com o que Mario e Irene não se espantariam: a preocupação com as pessoas!

Sim, a principal característica da empresa que criaram há cinco décadas, continua intacta até hoje: cuidar das pessoas segue sendo a principal motivação da Apsen.

Funcionários celebram os 50 anos – Foto: Reprodução

“Acredito que este seja nosso maior patrimônio e, ao mesmo tempo, nosso maior desafio”, analisa Renato Spallicci, diretora executiva da empresa e filha dos fundadores. “Crescer o quanto crescemos e ainda pretendemos expandir, aumentar a capilaridade, mantendo a cultura Apsen, é algo muito difícil, mas que temos feito com maestria. Temos conseguido nos preparar e inovar, não somente em produtos, mas na forma de fazer e de colocar nossa marca na indústria, nunca perdendo de vista que nossos pilares de sustentação são nossas pessoas.”

A empresa tem, em todas as suas áreas de atuação o foco na melhoria da qualidade de vida das pessoas e em proporcionar aos médicos produtos que atendam às necessidades dos pacientes. É o que explica Renata Spallicci, diretora de Assuntos Corporativos. “Queremos ajudar os médicos a ajudarem as pessoas. Para isso, trabalhamos nos mais altos padrões de qualidade, com controles internacionais rigorosos que nos permitem levantar todos os dias pela manhã sabendo que nosso trabalho vai melhorar a saúde de alguém, auxiliar no tratamento de uma patologia… enfim, nós pensamos nas pessoas o tempo todo. E é uma postura que acontece em todos os níveis da empresa. De nós, diretores, passando por toda a parte administrativa, industrial, técnica, força de vendas. É uma engrenagem de alma, algo que vem de dentro de todos que trabalham na Apsen”, afirma.

E os números comprovam o discurso. A empresa possui um turnover de funcionários de apenas 0,4%, um índice de 95% de engajamento, e 86,6% da equipe se declara satisfeita em fazer parte da empresa.

Diretora Executiva Renata Spallicci (centro) celebra os 50 anos com funcionários – Foto: Reprodução

Uma história de crescimento e expansão

Fundada em 1969, a empresa teve uma primeira década de modernização da tecnologia para a fabricação de pílulas e linhas de produtos. Os anos de 1980 tiveram a marca da expansão, e a década de 90 ficou marcada pela ascensão da segunda geração à presidência da empresa, com Renato Spallicci, e com os primeiros acordos de licenciamento internacional com empresas europeias, lançamento de novos produtos e ampliação de áreas terapêuticas.

Mas foi neste século que o laboratório deu os maiores passos de crescimento. Nos anos 2000, foram lançados os primeiros produtos com patente (Postec® e Fitoscar®), aconteceu a expansão das instalações e associação com parceiros internacionais.

A partir de 2010, o laboratório fez o lançamento de novas embalagens e produtos: Lactosil®, Digeliv®, Dobeven®, Motilex®, Extima, Flancox® 500 mg, Levoxin® 750mg, Alois gotas, Traturil®, Retemic ® UD e Insit, e a inauguração de um novo centro de Pesquisa & Desenvolvimento.

“Um dos nossos maiores marcos é o planejamento estratégico de 2015, quando lançamos o desafio de chegarmos em 2020 com um faturamento de R$ 1 bilhão, fruto de um crescimento sustentável, proveniente tanto dos produtos em linha como da inclusão dos lançamentos que acontecerão nos próximos anos”, explica a diretora.

50 anos da Apsen – Foto: Reprodução

Inovação também é uma marca

Para isso, a empresa se estruturou para estar na vanguarda, criando um corpo técnico e toda uma estrutura para desenvolvimento de produtos que possam diferenciar a Apsen por qualidade, tecnologia, posologia e por consequência, permitir o crescimento em um mercado cada dia mais competitivo. É o que explica Kleber Vargas Nunes, diretor Técnico. “A inovação é um fator de diferenciação dentro do nosso modelo de negócio, seja na forma como cuidamos dos nossos colaboradores, desenvolvemos novos produtos e processos. Há uma grande velocidade de mudança no mercado farmacêutico, devido ao acesso de informações disponíveis. Com isto, as inovações podem se tornar obsoletas num curto espaço de tempo. Então precisamos de um processo continuo de criação,  focados no desenvolvimento de novos produtos, como inovação incremental e novas moléculas para o mercado brasileiro com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas”.

CONFIRA TAMBÉM: Parceria leva Mels Brushes de Santa Catarina para Casacor, em São Paulo

Neste contexto, a empresa criou um plano de investimentos, para o período 2015-2019, concentrado nas áreas de P&D e Comercial. “Com a taxa de crescimento acelerada, baseada no desenvolvimento de produtos e no relacionamento com os médicos, a empresa ampliou as equipes de P&D e de representantes da área comercial, investindo em equipamentos no P&D e em estudos clínicos. Para os próximos anos, manteremos nossos investimentos em P&D e comercial, mas teremos de triplicar nossos investimentos na área industrial, a fim de suportar nosso crescimento acima de 20%”, explica Renata.

Segundo Kleber a empresa quer ser reconhecida pela excelência nos produtos que desenvolve. “Concentramos nossos esforços em produtos de valor agregado que trazem diferenciação para o nosso portfólio. Como resultado desta estratégia, em 2018 alcançamos a marca de 32% de participação em vendas de novos produtos lançados desde 2015”.

Produtos e pessoas 

Realmente, a principal conquista recente da empresa foi, de certo, o crescimento em demanda. Hoje, a Apsen está entre os maiores laboratórios em taxa de crescimento, feito só possível graças à eficácia no desenvolvimento de novos produtos e no trabalho da área Comercial na geração de prescrição.

Segundo Márcio Castanha, diretor de Marketing, a empresa teve um expressivo aumento no volume de prescrição, o que se deve, mais uma vez, ao fato de a empresa valorizar ter sempre as pessoas no centro de suas estratégias. “Para nós, a figura do médico é preponderante, pois é ele que possibilita que os pacientes façam a utilização correta dos nossos produtos. Por isso, desenvolvemos muito o nosso time de força de vendas, pois acreditamos que, ao capacitar nossa equipe, vamos conseguir mostrar para o médico, com cada vez mais convicção e qualidade, os benefícios que ele vai levar ao seu paciente ao prescrever o nosso produto. A gente sabe que há um número crescente de médicos que não conseguimos visitar pessoalmente. Mas isso não impede que estejamos próximos por meio de uma série de atividades que nos possibilitem levar aos médicos todo o conhecimento de que dispomos sobre os nossos produtos”.

Atuando em três grandes áreas — Músculo esquelética, Sistema nervoso central e Especialidades — a Apsen possui um portfólio bastante robusto e produtos que são destaque. “Em Músculo Esquelética, por exemplo, temos o Flancox, que é o anti-inflamatório mais prescrito do mercado farmacêutico nacional nos últimos 12 meses; em Sistema nervoso central, o Donaren tem posição de destaque para tratar os sintomas de insônia, depressão e ansiedade e, em Especialidades, dispomos de um portfólio importante para urologia, ginecologia, pediatria, entre outros”, detalha Castanha.

De olho no futuro

Pensando na perenidade da empresa e na continuidade do seu crescimento sustentável, a Apsen trabalha atenta ao movimento do mercado farmacêutico, com o objetivo de todas as oportunidades.

É o que explica Candido de Ouro Preto, Diretor Industrial “A Indústria Farmacêutica Nacional ainda está se desenvolvendo em sua essência. Somos um país que atua com o desenvolvimento de aplicação de moléculas já utilizadas no mundo. Nossa indústria cresceu, e alguns players se tornaram verdadeiros exércitos no avanço de desenvolvimento e lançamento de genéricos e similares. Isto faz com que nenhum produto tenha um período maior do que quatro anos sem ter uma concorrência ferrenha. Esse cenário já trouxe consequências, como a diminuição drástica da participação das multinacionais em nosso mercado e a mudança de foco delas para um mercado mais qualificado, onde estão as drogas biológicas e oncológicas de alta tecnologia. No futuro, acredito que as empresas, para se manterem nesse mercado, vão precisar investir mais em inovação (radical ou incremental) e desenvolverem processos mais estruturados e enxutos, pois a pressão por custos será cada vez maior nesse mercado.”

Já pensando nisso, a empresa atua para melhorar todos os seus processos, desde os de inovação e comercial, já citados, até os de gestão. “Investimos muito em nossas pessoas e em tudo aquilo que nos possibilita ser uma empresa de ponta. Há dois anos, lançamos nosso programa de Integridade, mantemos uma política de reconhecimento do nosso time e nos preocupamos com cada detalhe do nosso negócio”, explica Renata.

Mas a empresa também olha para além de suas portas. “Se nosso foco são as pessoas, precisamos pensar na comunidade onde estamos inseridos. Por isso, mantemos programas de apoio à cultura e ao esporte”, revela Renata, lembrando que o apoio ao Ballet Paraisópolis é uma das ações sociais conduzidas.

Colaboradores, médicos, pacientes, crianças dançando… a verdade é que, em todo o tempo e em todos os lugares, a história da Apsen orbita em torno de um mesmo tema: as pessoas!

Sempre foi assim, sempre será assim. Há dez anos, em uma reportagem sobre os 40 anos da empresa, Renato Spallicci comentou: “Minha mãe sempre foi preocupada com as pessoas à sua volta. Se ela visse uma pessoa na rua, passando fome, mandava dar leite.” O tempo passou, a Apsen tornou-se uma das grandes do mercado farmacêutico, e agora a empresa se prepara para alcançar patamares ainda maiores. Mas uma coisa é certa, daqui a 50 anos, não vai haver surpresas: a preocupação em cuidar das pessoas continuará sendo a essência na festa do centenário!

Samuel Aguiar

Nascido em Belo Horizonte - MG. Graduando em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais e dedicado ao Jornalismo Digital. Programador do Portal Ego Notícias. Entre em contato comigo via e-mail: samuelaguiar@egonoticias.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Você é a notícia, nós publicamos!
Envie-nos uma proposta comercial.
Powered by
Fechar
Fechar