Náutica

Boat Show 2019 aponta para o crescimento da cadeia náutica

A 22ª edição mostrou que com investimentos públicos e privados

Boat Show 2019. Com 8500 quilômetros de costa atlântica navegável e mais de 45 mil quilômetros de rios, baías e lagos. O Brasil guarda um dos maiores potenciais de crescimento do setor náutico. A cidade de São Paulo.

Por exemplo, conta com dois grandes rios que poderiam se tornar rotas de transporte para a população – sem trânsito e sem cruzamentos.

Mais do que a locomoção rápida. Desde já a 22ª edição do São Paulo Boat Show mostrou que a valorização da cadeia náutica de transporte.Segundo o turismo e lazer pode transformar o setor em um polo de novas oportunidades de emprego e renda.

Salão náutico

O maior salão náutico indoor da América Latina bateu recorde de público na capital, com mais de 36 mil visitantes.  Os interessados em conhecer ou mesmo levar para casa as novidades náuticas de 2019. Nos seis dias de evento, a feira movimentou cerca de R$ 170 milhões na venda direta de 275 embarcações, um crescimento de 10% em relação ao último ano.

Do mesmo modo a boa notícia é que a cada nova embarcação vendida, a cadeia náutica emprega 5 pessoas diretamente e 3 indiretamente. A cada mil unidades construídas são 8 mil empregos diretos e indiretos, e 120 mil empregos em todo o Brasil, incluindo marinas, lojas, serviços, assistências técnicas.

Após o evento, a estimativa é que o volume de vendas cresça com a consolidação de negociações que se iniciaram ainda durante o salão náutico. Para o idealizador do São Paulo Boat Show, Ernani Paciornik, a 22ª edição foi marcada pela estruturação de um novo momento da cadeia náutica.

Industria náutica
Boat Show 2019 - Divulgação
Boat Show 2019 – Divulgação

Ao mesmo tempo “A Industria náutica é altamente produtiva, existem muitos empregos e em cada barco são mais de 30 mil horas de mão de obra e esse setor vai crescer muito com os investimentos no turismo náutico e na implementação de cidades navegáveis, inclusive a cidade de São Paulo com a despoluição do Rio Tietê e Pinheiros”, finaliza.

O setor de turismo também é grande beneficiário do setor náutico. O Brasil é um dos poucos países do mundo que permitem navegação durante todos os meses do ano devido ao clima. Por outro lado  para velejar como para a prática de esportes.

Padi Dive Festival

Por isso, o evento também recebeu o Padi Dive Festival com as novidades para mergulho e o Destinos Náuticos, com a presença de diversos municípios que investem na infraestrutura de turismo náutico. A iniciativa visa marcar que este é um setor diverso e que constrói um ecossistema de oportunidades.

Como já é tradição no São Paulo Boat Show, o Espaço dos Desejos também coroou o evento com produtos dos sonhos. Em um ambiente de requinte e glamour, foram expostos os mais cobiçados lançamentos do mercado de luxo .

Também como lançamentos de automóveis das marcas Audi e Mercedes-Benz, helicóptero da Kopter, joias, roupas finas, óculos, eletrônicos de última geração e serviços personalizados, que mostram que elegância e inovação navegam juntos com os barcos de ponta do mundo náutico.

5° Congresso Internacional Náutica

Paralelo ao evento, aconteceu o 5° Congresso Internacional Náutica que contou com a presença de prefeitos, secretários e representantes internacionais. O Secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Vinícius Lummertz, que ressaltou que com um investimento forte é possível fazer do turismo um segmento tão forte quanto o agronegócio.

“Com o Governo Federal atuando em parceria com as secretarias de turismo estaduais, é possível alavancar a economia e gerar muitos empregos, se consideramos o impacto dessa atividade na geração de negócios. Se não desenvolvermos as vantagens que temos, estaremos enganando os próprios brasileiros”, afirmou.

O Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, encerrou os ciclos de palestras . Reafirmando afirmou o compromisso do Governo Federal para somar forças no caminho do desenvolvimento de atividades de turismo, gerando emprego e renda.

São Paulo Boat Show

Apesar do potencial náutico, a realidade brasileira ainda está abaixo da média mundial. Enquanto nos Estados Unidos a relação de barcos por habitantes é de 1/23, no Brasil são 1/254. No entanto, a visão dos 102 expositores, que juntos somaram 110 embarcações no evento, é de otimismo e crescimento.

Antes de mais nada os expositores comemoraram. A Intermarine, estaleiro brasileiro líder na fabricação de yachts de luxo no Brasil, termina mais este evento com um saldo positivo tanto em termos de negócios como na captação de novos clientes potenciais, ao apresentar lançamentos de grande impacto.

“O São Paulo Boat Show tem um papel fundamental ao promover o segmento, incentivar seu crescimento e a Intermarine trabalha continuamente para sempre fazer mais e melhor e trazer inovações durante o evento”, relata Roberta Ramalho, CEO da empresa.

“Estamos felizes e satisfeitos com nossa participação no São Paulo Boat Show, o evento continua sendo a melhor oportunidade do ano para apresentar as principais novidades e tendências da nossa linha de produtos.

Dessa forma como fonte de negócios mais uma vez se mostrou uma importante ferramenta, nossas embarcações foram muito visitadas. Posteriormente o feedback que recebemos de nossos clientes foi muito positivo”. Segundo  José Antônio Galizio Neto, presidente da Intech Boating, que representa e produz a marca Sessa Marine no Brasil.

Rodolfo Bracali

Nascido na Argentina, Rodolfo Bracali Jornalista mora no Brasil a 19 anos. Como Jornalista, Produção de Conteúdo , Apresentador do Programa Momentos no Canal TV. Tudo isso você pode acompanhar nos meus espaços na Web. +55 31- 9 9885-9387 / 31 3889-6520 - e-mail: rcb539@gmail.com - - Belo Horizonte- MG - #rodolfobracalijornalista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar