Saúde e Bem-Estar

O Carboidrato Causa Doenças?

Será preciso abandonar os carboidratos para sermos mais saudáveis?

Quanto de carboidratos podemos comer para emagrecer e sermos saudáveis? Esse macronutriente é controverso. Ao mesmo tempo que ele é erroneamente considerado a principal fonte de energia do organismo, seu excesso está relacionado à diversos problemas de saúde que enfrentamos na atualidade.

Nunca se teve tanta incidência de doenças cardiovasculares, diabetes, obesidade e câncer, por exemplo, quanto hoje. Mas por que isso ocorre? Seria tudo culpa dos carboidratos? Mais do que a quantidade, a qualidade deles é o devemos nos atentar.

Se olharmos para o passado, as populações eram extremamente saudáveis e casos de problemas metabólicos eram raros. E pasmem, elas consumiam carboidratos!

O consumo de carboidrato pela população

Ao analisar a alimentação de populações tradicionais ao redor do mundo, é possível ter uma ideia do porque o aumento de casos de doenças metabólicas na atualidade.

Os pesquisadores Ströhle e Hahn em seu estudo: Diets of modern hunter-gatherers vary substantially in their carbohydrate content depending on ecoenvironments: results from an ethnographic analysis, calcularam a ingestão de carboidrato em 229 dietas de populações tradicionais (caçadores-coletores) em todo o mundo.

Para complementar, ainda levaram em conta como as diferenças geográficas alteram a ingestão de carboidratos.

De acordo com dados dessa revisão, as populações que viveram perto da Linha do Equador consumiam uma maior quantidade de carboidratos, cerca de 30% – 35% do valor energético do seu dia.

Isso se deve ao clima mais estável e favorável para plantação de tubérculos o ano inteiro. Ou seja, mesmo consumindo bastante carboidratos, estes eram de fontes naturais.

No entanto, mesmo estes povos consumindo a maior quantidade de carboidratos no passado, este consumo ainda é bem abaixo do consumo médio das populações de hoje, cuja média é de 60% do valor energético total diário! Ou seja, o dobro consumido no passado.

Dieta Low-Carb

Ao interpretarmos os dados do estudo, 73% das dietas dos povos analisados seriam classificadas hoje como low-carb e 26% como moderadas em carboidratos.

Ou seja, mesmo sem saber, esses povos já consumiam menos carboidratos e quando o faziam, eram de fontes nutritivas.

O grande problema é que, atualmente, consumimos altas quantidades de carboidrato através de alimentos como açúcares, bebidas adoçadas, grãos, sobremesas, farinhas, massas.

Isso contribuiu para o surgimento de novas doenças, uma vez que nosso corpo não foi programado para essas altas doses de substâncias tóxicas.

Dessa forma, o aumento dos problemas metabólicos, que antes eram raros, se deve principalmente à alimentação moderna.

Menos quantidade e mais qualidade

Foto Divulgação: Detox Kriyá - Carboidratos
Foto Divulgação: Carboidratos e doenças – Detox Kriyá

 

É possível viver bem e com saúde ao longo prazo mesmo com dietas que variem bastante em macronutrientes (carboidratos, proteínas e gorduras), desde que se preste atenção na qualidade destes nutrientes.

Portanto, mais importante do que a quantidade são os tipos de carboidratos consumidos.

Ao focar na qualidade nutricional, automaticamente tendemos a consumir menos carboidratos, pois alimentos mais nutritivos geralmente possuem menor teor de carboidratos.

Carboidratos como massas, grãos, não devem ser colocados na base da pirâmide. Pois sabemos que é justamente isso que está intoxicando nosso organismo. Dessa forma, a pirâmide alimentar tradicional está defasada.

O que e quanto comer?

Para saber o que e quanto de carboidrato é seguro comer basta analisar a dieta de nossos antepassados. Confira aqui receitas.

Dessa forma, a Dieta Paleolítica ganhou força, justamente por ela se basear na alimentação dos homens das cavernas.

Mesmo que você não queira seguir uma dieta low carb, foque sempre na qualidade do que está consumindo e diminua tudo quanto possível de carboidratos.

Elimine as toxinas

O consumo excessivo de carboidratos acumula toxinas no nosso organismo que prejudicam e predispõem à inúmeras doenças.

Devolva a saúde e a capacidade natural do organismo com o Programa de Detox Kriyá. Limpe profundamente seu organismo, ganhe mais energia, saúde e qualidade de vida.

Leia também: Dieta Paleolítica: Perca Peso e Ganhe Saúde

 

Eu sou Bianca Enricone, agradeço a sua companhia até aqui e convido você a embarcar nessa jornada em busca de uma vida plena! Peço que visite o site e as redes sociais se inscreva no canal, e me ajude a divulgar este vídeo e compartilhar a saúde integral.

Entre em contato comigo pelo whats app 47 98495-2112

Foto Divulgação: Bianca Enricone
Foto Divulgação: Bianca Enricone

Facebook: https://www.facebook.com/detoxkriya/ e                          https://www.facebook.com/biancaenriconeterapeuta/

Instagram: @detoxkriya

YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCaYusxu3whB84YZ5f2nYlig?view_as=subscriber

Bianca Enricone

A saúde de forma INTEGRAL pode ser caracterizada pelo perfeito equilíbrio entre MENTE e CORPO. Busco a vida plena e saudável como inspiração e meta pessoal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar