MIDIA 05 – Top Mega Banner 970 x 250 – DESK
ENTRETENIMENTO

Cheburashka, o 'Mickey Mouse soviético', faz aniversário uma semana após morte de criador

cheburashka Title category
Personagem mais querido da literatura infantil na Rússia completa 52 anos nesta segunda-feira. Capa de livro com Cheburashka
Divulgação
Cheburashka, o personagem mais querido da literatura infantil na Rússia, completa 52 anos nesta segunda-feira, uma data ainda mais marcante por ser o primeiro aniversário do bichinho orelhudo sem o criador, Eduard Uspenski, que morreu no dia 14 de agosto.
Conhecido como o “Walt Disney russo”, Uspenski tinha 28 anos quando inventou o “Mickey Mouse soviético”, um dos protagonistas do conto “Crocodilo Gena e seus amigos”.
Desde então, diversas outras obras do artista se popularizaram, como “Tio Fedor, seu cachorro e seu gato”, mas foi a história de Cheburashka e seu amigo crocodilo que permaneceu nos corações de várias gerações de russos.
No início, ninguém apostava muito nas aventuras de um animalzinho peludo e com orelhas enormes dentro de uma caixa de laranjas, nem sequer Uspenski. Mas a fama de Cheburashka se tornou imparável logo após a publicação do conto em 1966, que originou uma animação para a televisão três anos depois.
O sucesso da história tanto que, com o tempo, Cheburashka transcendeu as fronteiras da União Soviética e manteve a popularidade mesmo após a desintegração do Estado.
O conto infantil foi traduzido para diversos idiomas, assim como a série de desenhos animados que narram as aventuras do pequeno personagem. Um dos países que mais mostraram devoção pela imagem de Cheburashka foi o Japão, onde o boneco russo protagonizou um filme e uma série, além de encher as lojas de brinquedos.
Quanto à Rússia e outras repúblicas que fizeram parte da URSS, Cheburashka passou cinco décadas sem saber o que é concorrência.
A popularidade do boneco o transformou no mascote da seleção olímpica russa em diversas ocasiões. Em 2016, Cheburashka “viajou” à Estação Espacial Internacional (ISS, sigla em inglês) como parte das comemorações do 55º aniversário do primeiro voo espacial tripulado.
O bichinho foi imortalizado em vários monumentos na Rússia, nos quais sempre aparece acompanhado do amigo crocodilo. Cheburashka tem até um “museu” em Moscou, inaugurado há dez anos em um jardim para crianças no leste da capital russa.
“Organizamos muitas excursões nas quais um guia conta a história de Cheburashka e do seu criador”, disse à Agência Efe uma funcionária do “museu” do personagem literário. Essas visitas guiadas, que costumam ter muitos estrangeiros, principalmente do Japão, costumam contar com grupos de 20 pessoas cada.
O segredo da fama do “museu”, segundo a fonte, consiste na capacidade de Cheburashka e seus amigos de “transmitir valores positivos e arrancar um sorriso” tanto das crianças como dos mais velhos.
Além da bondade do personagem orelhudo, alguns o também o consideram um símbolo de boa sorte. Por isso, as estátuas de Cheburashka e companhia na cidade de Ramenskoye estão entre os programas favoritos dos recém-casados russos, que não perdem a oportunidade de tirar uma foto no lugar depois da união.
Fonte: http://g1.globo.com/dynamo/pop-arte/rss2.xml

Tags
Show More

Marcos Morrone

Nascido em São Paulo Capital: Fotógrafo Profissional e Produtor Musical. CEO do Grupo Morrone Comunicações Ltda.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker