Estilo de vidaFeiras e EventosTecnologia

Claudio Sassaki debate inteligência artificial e learning analytics no Fórum de Inovação e Tecnologia na Educação

Mestre em Educação pela Stanford University e cofundador da Geekie, Claudio Sassaki será um dos palestrantes do Fórum de Inovação e Tecnologia na Educação, abordando o tema "A inteligência artificial e learning analytics: ferramentas para a efetiva aprendizagem". O evento, que acontece em 18 de junho, é organizado pelo Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Noroeste do Estado do Paraná, EducaInova e Instituto Direito Educação Tecnologia Inovação (IDETI).

Pensar no ser humano como um problema a ser resolvido pela tecnologia tem sido um caminho trilhado por pessoas que exaltam os avanços construídos a partir de inovações como inteligência artificial. Quando trazemos essa noção equivocada para a educação, o contexto é ainda mais complexo. Defensor da tecnologia combinada à intencionalidade pedagógica, Claudio Sassaki, mestre em Educação pela Universidade de Stanford e cofundador da Geekie, leva o debate sobre o processo de aprendizagem com o uso de inteligência artificial e learning analyticsao Fórum de Inovação e Tecnologia na Educação. A palestra será realizada em 18 de junho, no campus da Unicesumar, em Maringá, Paraná.

Na palestra A inteligência artificial e learning analytics: ferramentas para a efetiva aprendizagem, o especialista vai refutar a noção de que a robotização substituirá o professor. O learning analytics– abordagem de análise que mede o processo de aprendizagem – se destaca pelo potencial de gerar informações essenciais a um salto qualitativo na aprendizagem do estudante. Nas mãos de alunos, professores, gestores e família, os dados trazem transparência e diálogo ao ambiente escolar, além de produzir evidências de aprendizado para avaliações de novas competências demandadas, inclusive, pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

CONFIRA: Festival Sarará anuncia os primeiros nomes da edição 2019

Na percepção de Claudio Sassaki, a proposta de utilizar a tecnologia para a coleta e processamentos de dados deve ser complementar a formas analógicas de tornar visíveis relações e informações – que inúmeras vezes estão invisíveis para professores, coordenação e gestão. “Além da tecnologia, há formas analógicas, como os portfólios e rubricas, que nos ajudam na coleta de evidências. De qualquer forma, saber quais alunos visualizaram o material didático, iniciaram as tarefas de casa e quantas questões acertaram são dados importantes e muitas vezes só disponíveis se houver um intermédio digital. Esses são dados que os educadores não conseguem visualizar de forma fácil, mas que são essenciais para elaborar evidências mais concretas sobre a individualidade de cada discente; entender quais as melhores metodologias para cada estudante e tomar decisões pedagógicas mais acertadas”, explica Sassaki. O especialista acrescenta que com dados e evidências, a personalização do processo de aprendizagem se torna uma estratégia fundamentada na realidade e nas individualidades dos estudantes, além de ter evidências para gerar diálogos e potencializa desempenhos. “Tecnologia é apoio e não substituição da interação humana, por isso, a importância de combinar recursos analógicos e tecnológicos”, salienta.

Evidências para suporte pedagógico

A análise de dados e a tomada de decisão com base em evidências é um dos pilares da visão pedagógica defendida pela Geekie. Com o Geekie One– nova dinâmica pedagógica, desenvolvida para tornar visível a jornada do aprendizado, estimulando relações e ações conscientes que fortalecem o brilho de cada aluno –, as avaliações se tornam instrumentos de coleta de evidências de dados sobre a aprendizagem e, acima de tudo, para a corresponsabilidade. Nesse sentido, os dados são ponto de partida para diálogos e reflexões; eles embasam decisões pedagógicas que garantem o alcance das expectativas de aprendizagem definidas. Isso acontece de forma transversal entre estudantes e famílias – que acompanham o desenvolvimento individual e da equipe docente.

“Com a experiência do atendimento de mais de 12 milhões de alunos e 5 mil escolas públicas e privadas, posso afirmar que um dos aprendizados da Geekie é que a tecnologia a serviço da educação se torna mais poderosa quando está nas mãos dos professores. Com avanços tecnológicos exponenciais, o desafio é direcioná-los para levarmos a educação a um novo patamar. Não se trata de automatização, mas da possibilidade inovadora de personalizar, canalizar o tempo dos educadores e gestores para o que realmente importa – e utilizar os recursos e metodologias capazes de apoiar uma educação coerente com as necessidades dos nossos alunos”, analisa Claudio Sassaki. De acordo com o especialista, as tecnologias trazem benefícios exponenciais para os alunos quando compartilhadas também com os professores. Um computador nas mãos dos professores, por exemplo, elevou as notas dos alunos brasileiros no PISA em 2,7 pontos.

No Geekie One, os benefícios para os estudantes se traduzem em maior organização – mais facilidade para retomar as atividades e organizar estudos –; autonomia e responsabilidade (acesso a informações precisas sobre as atividades disponibilizadas no Geekie One); e motivação para aprender. “Quando pensamos que esse aluno vivencia a autonomia para gerenciar o processo de aprendizagem, vemos que não estamos falando em dados para o efeito de vigilância e cobrança; estamos falando em dados que constroem diálogos produtivos para decisões pedagógicas mais assertivas. Isso acontece porque colocamos todos na mesma página, com clareza para trabalhar juntos por um resultado de excelência educacional a partir de estratégias concretas que endereçam os desafios mapeados”, finaliza.

Sobre a Geekie

Referência em educação com apoio de inovação no Brasil e no mundo, a Geekie foi fundada em 2011 – pelos empreendedores Claudio Sassaki e Eduardo Bontempo – com a missão de transformar a educação do país. Há oito anos a empresa trabalha para integrar tecnologia, educação e relações nas escolas, utilizando dados e evidências concretas para fortalecer o aprendizado individualizado, ativo e prazeroso.

Nos últimos anos, a empresa tem desenvolvido soluções inovadoras que potencializam a aprendizagem. Com foco no Ensino Médio e Fundamental II, a empresa alia tecnologia de ponta a metodologias pedagógicas inovadoras. Única plataforma brasileira de ensino adaptativo credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) para o Guia de Tecnologias Educacionais – que identifica soluções tecnológicas capazes de melhorar a qualidade do ensino brasileiro – em sua trajetória a Geekie alcançou mais de 5 mil escolas públicas e privadas de todo país, impactando cerca de 12 milhões de estudantes.

VEJA TAMBÉM: Eco-friendly: a renovação da moda a partir da consciência

Entre as certificações mais relevantes, a empresa destaca: WISE 2016 (Qatar Foundation), TOP Educação (Revista Educação, categoria software educacional mais lembrado do mercado), Empreendedor Social Brasil (Folha de São Paulo e Fundação Schwab), Empreendedor Social Mundial (Fundação Schwab), Trip Transformadores e Empresas Mais Conscientes (Revista IstoÉ) – além de compor a rede global de empreendedores Endeavor. A Geekie conta também com investidores de tradição na área educacional como família Gradin (por meio do fundo Virtuose), Fundação Lemann, Jorge Paulo Lemann (por meio do Fundo Gera), Arco Educação, além dos fundos, o norte-americano Omidyar Network e o japonês Mitsui & Co. www.geekie.com.br

Mais informações para imprensa

Geekie
Frida Luna Boutique de Comunicação
Betânia Lins imprensa@geekie.com.br
Celular: (11) 9 7338-3879

Samuel Aguiar

Nascido em Belo Horizonte - MG. Graduando em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais e dedicado ao Jornalismo Digital. Programador do Portal Ego Notícias. Entre em contato comigo via e-mail: samuelaguiar@egonoticias.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Você é a notícia, nós publicamos!
Envie-nos uma proposta comercial.
Powered by
Fechar
Fechar