Comportamento

Conheça o livro Mamãe Ficou Dodói

A perspectiva de uma criança sobre a mãe que venceu o câncer de mama

Todos os anos quase 60 mil mulheres (INCA 2018) são diagnosticadas com câncer de mama no Brasil. Aos 33 anos, em 2016, Fabiana Temponi passou a fazer parte desta estatística. A professora de Artes, em Governador Valadares (MG), enfrentou e superou a doença com sucesso. O principal motivo da cura veio da pessoa mais importante da sua vida: Sarah, sua filha, que na época tinha quatro anos.

A relação de amor e incentivo entre ambas rendeu o livro “Mamãe ficou dodói”, com enredo voltado para o tratamento da doença sob o olhar de uma criança. Em março deste ano, lançaram o livro no Congresso Internacional de Brincadeiras e Jogos na Educação, em São Paulo e esperam ajudar outras famílias a superarem doenças difíceis juntas.

A ideia surgiu após 18 meses de tratamento, quando já haviam voltado para nossa rotina, mas Sarah apresentou dificuldades em relembrar o período. “Foi um tratamento longo e exaustivo, que incluiu operações, sessões de quimio, rádio e hormônioterapia”.

A obra relembra essas etapas, focando nos medos e anseios de uma criança que acompanhou todo o processo e foi forte o suficiente para ajudar a mãe a superar a doença.

A missão do livro, por meio da experiência pessoal da Fabiana e Sarah é desmistificar a decisão de esconder estas situações das crianças.

Conheça o livro Mamãe Ficou Dodói
Imagem: Divulgação
Conheça o livro Mamãe Ficou Dodói
Imagem: Divulgação

Como professora de Artes para crianças do ensino infantil e fundamental, assim que recebeuo diagnóstico da doença , Fabiana revelou a todos os seus alunos o que estava acontecendo. Fez desenhos explicativos e respondeu todas as perguntas (e foram muitas). Ela também acredita que o medo das pessoas diante de doenças graves como o câncer, tira o poder de aceitá-las e encará-las – o que interfere na forma como o organismo responde ao tratamento.

LEIA MAIS: Psicologia Viva: conheça a plataforma para fazer terapia online

Quando perdeu os cabelos, foi até à escola da filha para explicar porque estava careca. Todos os colegas da Sarah queriam pegar na sua cabeça, desenhar, abraçar e passar boas energias. “As crianças têm um poder contagiante de aumentar nossa garra”.

Até o momento, já levaram o livro para o Projeto Vamos Ler, da turma de Medicina da UFJF; ao Projeto Árvore de Livros, do colégio Imaculada Conceição, o lançamento do dia 12 de abril, no SESC de Governador Valadares; dia 17 de abril no Colégio Tiradentes; dia 25 de abril no Colégio Imaculada Conceição; dia 09 de maio na Oncoleste; dia 24 de maio na Livraria Leitura de Governador Valadares; em junho no Salão do Livro do Vale do Aço; e em setembro no Congresso Internacional de combate ao Câncer, em são Paulo. Há espaços na agenda para lançamentos e encontros em hospitais e escolas.

Parte da renda será doada para a Acolhevida, entidade de apoio a pacientes com câncer e renais crônicos.

Contamos com seu apoio para divulgar nossa história, ajudar outras famílias e a Acolhevida, que passa por dificuldades financeiras e corre o risco de fechar as portas.

Para comprar o livro e apoiar o projeto, clique aqui!

Para conhecer mais sobre Fabiana, acesse o instagram clicando aqui.

Juliana Umbe̊lino

Escritora e social media, atua com revisão e produção de conteúdo para web. Editora especializada em SEO há mais de 9 anos. Possui um e-book publicado, atua em trabalhos que envolvem shows, eventos, estratégias de marketing. Ministra palestras sobre web, redes sociais e influenciadores. Também faz parte da Digital Blogger, assessoria para Influenciadores e marcas. Além disso é apaixonada por livros, filmes, séries, quadrinhos, teatro e música. É uma nerd raiz, por assim dizer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar