FamososMúsica

Danças urbanas invadem os palcos e causam revolução na forma de dançar funk

Grandes nomes do funk e do pop como Anitta, MC Kevinho e Nego do Borel vem trazendo para os palcos bailarinos com uma forma diferenciada de dançar o ritmo mais popular do Brasil.

Tainá Grando, a coreógrafa mais cotada do momento na cena do funk, explica como esse estilo de dança conquistou o público.

Danças urbanas invadem os palcos e causam revolução na forma de dançar funk 2
Foto: Divulgação

“O que a gente faz é ir além do passinho e do quadradinho, sem perder a essência do que é o funk. Eu acrescento influencias vindas do jazz funk, do hip hop, movimentação de braços do Waacking, e isso é diferenciado, impressiona a galera e conquista o público”.

Danças urbanas invadem os palcos e causam revolução na forma de dançar funk 3
Foto: Divulgação

No Brasil, a influência das danças urbanas no funk e no entretenimento tem crescido muito. A coreógrafa Tainá Grando é uma das responsáveis por trazer estes elementos para os palcos e para os clipes : “Eu estou amando que as danças urbanas estão crescendo e também poder trazer isso para o funk. Lá fora em clipes antigos da Beyonce e do Justin Timberlake você vê que já se usava muito dessas danças urbanas, da movimentação. Eu comecei no balé, depois fui pra dança de salão, tanto que o trabalho que eu faço com o Sidney Magal é de dança de salão, mas me encontrei nas danças urbanas. A depender do estilo eu posso ser o que eu quiser, assumir uma personalidade pela dança”.

VEJA MAIS: Ex-participante da Fazenda 8 Veridiana Freitas posa para o Diamond Brazil e revela seus segredos

Danças urbanas invadem os palcos e causam revolução na forma de dançar funk 4
Foto: Divulgação
Danças urbanas invadem os palcos e causam revolução na forma de dançar funk 5
Foto: Divulgação

Tainá aponta que as danças urbanas são diversificadas, abrangentes e inclusivas e se encaixam em todos os estilos: “quem gosta de dançar mais pesado ou mais swag vai dançar, quem gosta de krumping também, quem quer dançar no salto também tem seu lugar. Nas danças urbanas todas as tribos são bem vindas. Hoje a indústria do entretenimento está dando cada vez mais importância à dança e gosto de trabalhar com aqueles que estudam e entendem essa linguagem”.

Danças urbanas invadem os palcos e causam revolução na forma de dançar funk 6
Foto: Divulgação

Além da coreógrafa, outros profissionais tem se inspirado a trazer novos elementos para os trabalhos, o que na opinião de Tainá é muito positivo: “Eu fico muito feliz de ver amigos meus que estudamos juntos que eu vejo coreografando outros artistas e crescendo no entretenimento. Tem espaço para todos. Cada artista se identifica com um coreógrafo, um estilo, etc. Tenho amigos que trabalham com a Iza, Anitta, Ludmilla e outros MCs e vejo que isso só agrega para o pessoal da dança, como eu, que vivem da arte”.

CONFIRA TAMBÉM: Bailarina do Faustão faz ensaio de lingerie para lançamento de coleção inspirada nos bailes de máscara de Veneza

Samuel Aguiar

Nascido em Belo Horizonte - MG. Graduando em Ciência da Computação pela Universidade Federal de Minas Gerais e dedicado ao Jornalismo Digital. Programador do Portal Ego Notícias. Entre em contato comigo via e-mail: samuelaguiar12@hotmail.com

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar