BebidasEntretenimentoLazer e Diversão

Fisio Sports entra na folia e espera redução do número de traumas no carnaval

Durante o carnaval aumentam os traumas rompimento de tendões, quebras de mãos, braços, tornozelos, ocasionados por quedas, uso de salto alto, brigas, comuns nas festo de momo

Fisio sports entra na folia e espera redução do número de traumas no Carnaval. Os fisioterapeutas Bruno Sá e Rafael Schaff, da Fisio Sports, no Kobrasol em São José, que costumeiramente atendem, recuperam e mantém a forma de atletas e amadores, aposta em um excelente ‘Carnaval sem lesões’, na expectativa da redução do número de mortes e de feridos neste feriadão prolongado que se aproxima.

Fisio Sports entra na folia e espera redução do número de traumas no carnaval
Carnaval com alegria e sem lesões

Traumas & lesões

A saber, não são só traumas ocasionados por acidentes de trânsito, afirma o fisioterapeuta Rafael Schaff. Segundo ele, acima de tudo são traumas/lesões decorrentes de quedas, acidentes que poderiam ser evitados pelo simples uso do calçado adequado. Assim, um sapato de salto alto ou um chileno levam a queda, principalmente se o folião bebeu demais. Portanto, o tênis é o calçado ideal.

Politraumatismos

“Quando se fala em acidentes é que aumenta o número de politraumatismos nos serviços de urgência. São pacientes que têm múltiplas fraturas ou traumas de crânio ou de bacia, locais de grande perda de sangue, e é preciso equilibrar hemodinamicamente esse paciente o mais rápido possível”. Não é à toa que na época de carnaval, os serviços de urgência são reforçados, com o aumento do número de ortopedistas para atendimento desses casos gravíssimos.

Fisio Sports entra na folia e espera redução do número de traumas no carnaval
Carnaval com alegria e sem lesões

Aumentam também, significativamente, os traumas de mão, por queda de pedestres portando garrafas que se quebram, ou por brigas, comuns nesta época, com risco de cortar um tendão ou nervo. Muitas vezes, alertou Bruno Sá, esses traumas geram afastamento do trabalho e, eventualmente, sequelas para o resto da vida. “Ou seja, em um período curto de festa, um único acidente pode trazer problemas para o resto da vida. No carnaval, o álcool influencia tanto o pedestre quanto o motorista”, afirmou.

Dificuldades no tratamento

Ele destacou que é muito comum também o folião, depois de beber, cair em bueiros destampados e sofrer graves traumas. Isso gera maiores dificuldades no tratamento. As quedas podem provocar ainda entorses graves de tornozelo e de joelho, com lesões nos ligamentos ou mesmo fraturas, que exigem tratamento cirúrgico.

Para Bruno Sá, a combinação de álcool e muito carnaval, leva o folião a sofrer torções/lesões que, pelo efeito da bebida não são percebidos na hora. No dia seguinte o folião percebe pela imensa dor que não só torceu, mas sim rompeu o tendão, obrigando-ou a passar por cirurgia e por longo tempo em fisioterapias.

Fisio Sports entra na folia e espera redução do número de traumas no carnaval
Carnaval com alegria e sem lesões – Divulgação

Alongamento & Aquecimento

A academia de pilates e fisioterapia Fisio Sports, recomenda o alongamento e aquecimento do corpo antes de desfilar numa escola ou num bloco, principalmente se usado o salto alto. Recomenda também alimentação rica em carboidratos. Os fisioterapeutas lembram que maratonistas costumam comer macarronada na véspera da corrida. A hidratação também é importante, a garrafinha de água é essencial, principalmente se houve consumo de álcool, que desidrata.

Sinais do corpo

Rafael afirma que é muito importante prestar atenção aos sinais dados pelo próprio corpo. Uma dor no joelho que começa durante o samba é sinal de que o corpo está sendo muito exigido e que está sofrendo desgaste; é sinal de que é preciso parar ou pelo menos dar uma pausa para descanso.

Apesar de apostarem muito na prevenção, os fisioterapeutas estão preparados, como sempre. “É triste quando recebemos um jovem acidentado”, diz Rafael, “a imprensa divulga apenas o número de feridos nos desastres, mas para nós, cada número representa uma vida, uma história, um paciente que, por causa de um segundo de desatenção, abuso do álcool e falta de atenção na diversão, pode ficar meses se recuperando, passando por cirurgias e reabilitações”.

“Enfim, aos nossos nossos clientes e amigos, desejamos um ótimo carnaval. Embora sejamos profissionais da área e dependamos do nosso trabalho, desejamos tratar dos nossos clientes apenas na prevenção e manutenção da saúde corporal, dói menos, não deixa sequelas e fortalece o corpo e a alma” conclui Bruno Sá.

Leia ainda: A modelo internacional Fernanda Campos é a bella da semana
turismoonline.net.br o portal do turismo, hotelaria, gastronomia, turismo e viagens
turismoonline.net.br – O portal de turismo, hotelaria, gastronomia, cultura, destinos e viagens – Anuncie aqui: colunaonline@gmail.com
Leia mais:
Floripa Airport terá Bailinho de Carnaval infantil neste sábado
Brasileiros em Ushuaia é reconhecida no Prêmio Empresa Brasileira 2020
Roteiro rural deve alavancar o turismo no Oeste do Estado
Turismo na Serra Gaúcha. Um exemplo para o Brasil em qualquer época

Jefferson Severino

Jeff Severino, lageano, jornalista diplomado - SC-01571-JP, pela - UNISUL - Campus Pedra Branca - SC, profissional por sacerdócio e devoção, além de fotógrafo por paixão (passarela, eventos, mulheres, natureza). Especialista em turismo/gastronomia/hotelaria/destinos turísticos. Eterno viajante. Assessor de Imprensa da Associação Brasileira de Agentes de Viagens-SC. Articulista/colunista/editor/redator/fotógrafo de jornais e revistas e sites nacionais e internacionais. Contato: (48) 99163-7172 - TIM - WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar