MIDIA 05 – Top Mega Banner 970 x 250 – Caiqiees Tecnologia Scooter Elétrica
Teatro

Grupo homenageia Mazzaropi em espetáculo no Sesc Birigui

Grupo homenageia Mazzaropi em espetáculo no Sesc Birigui na quinta (22)

Artistas da Cia. Arte das Águas exploram ainda sua identificação com a trajetória do cineasta e ator brasileiro

Uma trupe ambulante chega cantando a vida e a obra do eternizado artista popular Mazzaropi. Ao deparar-se com a história, encontram a si mesmos. Este ir e vir entre a vida do artista e a realidade dos atores traz à cena um jogo poético, cantado e encantador que leva a conhecer o artista consagrado, mas principalmente ao artista adormecido em cada um de nós.

Amácio Mazzaropi lançou seu primeiro filme, “Sai da Frente”, em 1951. Vendeu sua casa para conseguir dinheiro e fundar a PAM Filmes (Produções Amácio Mazzaropi) um tempo depois. Mais tarde, no início dos anos 1960, adquiriu uma fazenda, onde construiu seu primeiro estúdio de gravação.

O ator e diretor não mediu esforços para levar sua arte até o máximo de pessoas e teve sucesso em seu objetivo. Fez mais de 30 filmes e entrou para a história do cinema brasileiro com temas populares e a figura do caipira. E até hoje ele é lembrado e recebe inúmeras homenagens.

Uma delas foi prestada pela Cia. Arte das Águas de Ibirá, que traz ao Sesc Birigui nesta quinta-feira, dia 22, o espetáculo Mazzaropi, um certo sonhador.  A apresentação acontece no Teatro da instituição, às 20h, com entrada gratuita (ingressos distribuídos no Sesc a partir das 19h).

A companhia leva ao palco um pouco da vida e da obra de Mazzaropi. A infância simples entre Taubaté e São Paulo, dividida entre a casa dos pais e dos avós, na constante busca familiar por melhores condições de vida, está em cena. O menino tímido e sem graça do interior, que de caipira não teve nada, imortalizou nas telas e em nossas retinas o maior símbolo do caipira.

Em cena, uma trupe ambulante chega cantando a vida e a obra do ator e diretor e, ao deparar-se com sua história, encontram a si mesmos. Este ir e vir entre a vida do artista e a realidade dos atores traz à cena um jogo poético, cantado, encantador que leva a conhecer o artista consagrado, mas principalmente ao artista adormecido em cada um de nós. O texto é de Clara Roncati e Antonio Bucca, e a direção, de Fabiano Amigucci.

Dia 22/2, quinta, das 20h às 21h10
Teatro

Grátis – Retirada de ingressos com 1h de antecedência, limitado a 1 (um) ingresso por pessoa.

EndereçoR. Manoel Domingos Ventura, 121 – Vila Xavier, Birigui – SP, 16203-009
Horário

terça-feira13:00–22:00
quarta-feira13:00–22:00
quinta-feira13:00–22:00
sexta-feira13:00–22:00
sábado09:30–18:30
domingo09:30–18:30
segunda-feiraFechado
Sugerir uma edição

Tags
Mostrar Mais

Marlon Plavalaguna

Nascido em São Paulo Capital: Colunistas, Blogueiro e Assessor de Imprensa.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios