Arte e CulturaCelebridadesTeatro

Miguel Falabella dirige opereta que encerra temporada lírica do Theatro Municipal de São Paulo

Estreia da produção A Viúva Alegre acontece no dia 14 de novembro às 20h

O ator, dramaturgo e diretor Miguel Falabella assina a direção cênica da opereta A Viúva Alegre, de Franz Lehár, e libreto original de Viktor Léon e Leo Stein, que estreia no dia 14 de novembro, às 20h, no Theatro Municipal de São Paulo. As apresentações seguem até o dia 24, sendo de terça a sábado, sempre às 20h, e aos domingos, às 18h. Os ingressos custam de R$ 20,00 a R$ 120,00 e podem ser adquiridos pela internet, no site theatromunicipal.org.br, ou na bilheteria do próprio Theatro. Especialmente para as récitas de 17 e 24 de novembro (domingos), o ingresso terá preço único de R$ 20,00 para todos os setores e a venda será exclusiva na bilheteria do Theatro, a partir das 12h no dia do espetáculo – e a apresentação do dia 24 ainda terá recurso de audiodescrição.

Além da direção cênica, Falabella assina a tradução e a versão da opereta que tem o maior número de récitas do ano, ao todo são 10.  Esta também é a primeira opereta/ópera da sua carreira. Ele que é um artista de renome, eclético em suas facetas como ator, diretor, dramaturgo, cineasta, dublador e uma das personalidades brasileiras mais conhecidas do teatro e da televisão, também é um fã de ópera e já assistiu a diversas produções em suas viagens para o exterior.  “Meu avô era italiano e antes de falar, eu já ouvia ópera. Cresci ouvindo grandes nomes como Renata Tebaldi, Victoria de Los Angeles… O desejo de todos nós é ampliar a acessibilidade ao Theatro. Eu quero usar a minha imagem para popularizar e dizer venham! O Theatro é nosso. Estou profundamente emocionado por trabalhar com pessoas que tenho o maior respeito do mundo”, completa Falabella.

A Viúva Alegre

A trama em três atos se passa em Paris, em 1905. O Barão Zeta, embaixador de Pontevedro – um pequeno reino fictício – oferece uma festa na embaixada para recepcionar Hannah Glawari, jovem, bela e rica viúva. O objetivo é evitar que ela se case com alguém que não seja do pequeno reino para manter a fortuna no próprio país, evitando a quebra das finanças locais.

A opereta conta com grupos artísticos do próprio Theatro Municipal, como a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, que será comandada pelo maestro assistente Alessandro Sangiorgi, que também assina a direção musical. O Coro Lírico Municipal de São Paulo também está na produção e será preparado pelo regente titular Mário Zaccaro e pelo assistente Sergio Wernec. A cenografia é de Zezinho Santos e Turíbio Santos (Santos & Santos), figurinos de Lígia Rocha e Marco Pacheco. Desenho de luz de Guillermo Herrero, coreografia de Fernanda Chamma e visagismo de Dicko Lorenzo.

No elenco, grandes nomes da cena lírica como Camila Titinger, Marianna Lima, Rodrigo Esteves , Daniel Germano, Saulo Javan, Lina Mendes, Sandro Christopher, Caio Duran, Amanda Souza,  Anibal Mancini, Luciano Botelho, Adriano Tunes, Johnny França, David Marcondes,  Edna D’Oliveira, Márcio Marangon e Andreia Souza.

Miguel Falabella dirige opereta que encerra temporada lírica do Theatro Municipal de São Paulo
Miguel Falabella – Foto – Fabiana Stig

Miguel Falabella nasceu em 10 de outubro de 1956 em São Cristovão na Zona Norte do Rio de Janeiro. Iniciou as aulas de teatro ainda na adolescência, no colégio em que estudava e também freqüentou o tradicional Teatro Tablado – escola para atores de Maria Clara Machado. A estreia na televisão aconteceu no papel de galã romântico do Caso Verdade Jan e Jim em setembro de 1982. Em 1996 estreou em um papel icônico num dos programas de grande sucesso da televisão brasileira, Sai de Baixo, em que o Falabella viveu um de seus personagens mais reconhecidos, um loiro nórdico, alto e de olhos azuis, Caco Antibes.  Durante 15 anos permaneceu na bancada do Vídeo Show (de 1987 a 2001).

Como autor de novelas, escreveu Salsa e MerengueA Lua me Disse e o humorístico Toma Lá Dá CáAlém disso, escreveu o seriado Pé na Cova, e mais recente Eu, a Vó e a Boi para o Globoplay, serviço de streaming da TV Globo. A sua estreia na direção teatral foi na peça Emily (1994), onde ele ganhou o prêmio Molière de melhor direção e o Mambembe de revelação em direção.  De lá para cá foram uma infinidade de produções como Tupã, a Vingança, o infantil O Rouxinol do Imperador. Ele também atuou em Batalha de Arroz num Ringue para Dois, O Beijo da Mulher Aranha, e escreveu e dirigiu A Partilha, entre outros.  No cinema, em 2008,  fez o debut do seu primeiro filme como diretor com Polaroides Urbanas, mas antes disso já havia atuado nas produções Mulher Sensual; O Sonho Não Acabou; Sole nudo; O Beijo da Mulher Aranha; Vento Sul; entre outros.

Leia ainda: Beto Carrero World tem programação especial para as férias de Verão

turismoonline.net.br – O portal do turismo, hotelaria, gastronomia e viagens

Leia ainda: Mais de 30 velejadores de quatro países já estão inscritos no maior evento de windsurf das Américas

Personalidade: Princesa Benedikte, da Dinamarca, visita a usina de Itaipu

Turismo: O Ministério do Turismo negocia com o governo de Portugal a implementação de um projeto de proteção e aproveitamento turístico

Rotas das Emoções: A Rota das Emoções terá um plano de ação para seu desenvolvimento turístico

Festival de turismo: Termalismo do Vale das Águas estará presente no Festuris 2019

Feira Internacional: ITB Asia aconteceu no Sands Expo and Convention Center, Marina Bay Sands

Leia mais: Hotel Renar, ícone hoteleiro do Vale do Contestado

Floripa Airport – Aeroporto Internacional de Florianópolis recebe reconhecimento internacional

Windsurf:  Bimba, confirma presença no maior evento de windsurf das Américas em Palhoça

Celebrações Judaicas: Kurotel, o melhor spa do Brasil, anuncia kosher e celebrações judaicas

Ela está nua: Schai Schürhaus retorna ao Bella da Semana para nos brindar com toda a sua beleza

Wind Surf: Contagem regressiva para ISSO IFCA South American Slalom Championship na Ponta do Papagaio

Celebridade Perigosa – Alexis Bledel, famosa atriz de Gilmore Girls, é eleita celebridade mais perigosa de 2019

Ocean Race: The Ocean Race: Santa Catarina, Itajaí Host City é anunciada como única parada na América Latina

Free Shops – Limite de compras nos free shops deverá dobrar em breve

 

Jefferson Severino

Jeff Severino, lageano, jornalista diplomado - SC-01571-JP, pela - UNISUL - Campus Pedra Branca - SC, profissional por sacerdócio e devoção, além de fotógrafo por paixão (passarela, eventos, mulheres, natureza). Especialista em turismo/gastronomia/hotelaria/destinos turísticos. Eterno viajante. Assessor de Imprensa da Associação Brasileira de Agentes de Viagens-SC. Articulista/colunista/editor/redator/fotógrafo de jornais e revistas e sites nacionais e internacionais. Contato: (48) 99163-7172 - TIM - WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar