Finanças

Modelo popular de farmácias conquista espaço no país

Preço baixo ao consumidor e alto nível de atendimento

Farmarcas – Ultra Popular, Super Popular e Maxi Popular

A aposta em um modelo de farmácias com preços competitivos e instalações práticas, fez com que as lojas das redes ligadas à Farmarcas conquistassem um expressivo crescimento.

No início de setembro a soma dessas lojas atingiu a marca de 503 lojas em variados pontos do país.

O crescimento se mostra impressionante, sendo que as redes populares começaram 2016 com 255 lojas abertas.

No início de 2017, já contava com 402 e, além de atingir 503, ainda são muitas as farmácias em processo de abertura.

Um ponto relevante é a conquista de mercados estratégicos que pareciam muito complexos pela distância, como lojas no Amazonas, Acre e Pará.

Temos o objetivo de atuar nas mais variadas localidades do país e montar uma logística para atender filiados nessas localidades.

Ver os ótimos resultados obtidos é estratégico para a Farmarcas”, explica Edison Tamascia, presidente da Farmarcas.

Leia mais: Compras de final de ano no  THE COLONNADE OUTLETS

Posicionamento estratégico

Essas redes populares possuem posicionamento estratégico bem definido.

Serem reconhecidas em qualquer lugar do Brasil como referência em preço baixo ao consumidor.

Infelizmente ainda se tem uma percepção por parte dos empreendedores de que lojas populares não priorizam a qualidade e a boa gestão.

Com o modelo adotado e os resultados apresentados, quebramos esse paradigma.

A satisfação dos proprietários das lojas é tão positiva que grande parte está projetando ou abrindo novas farmácias”, conta Tamascia.

A Farmarcas busca proporcionar constante capacitação para as farmácias das redes associadas.

Com um modelo de gestão de negócios que inova, oferecendo facilidade no acesso de informações estratégicas na tomada de decisão.

Marca cria cópias

A grande aceitação do público faz com que as tentativas de cópia do modelo se multiplicassem nas regiões onde essas lojas estão crescendo.

Com o aparecimento de um grande número de drogarias que mudam suas fachadas para cores próximas e que inserem em sua marca o termo popular.

Por mais que vejamos aumentar essas situações, observamos que essas lojas na verdade copiam apenas o básico.

Mas, estamos sempre abertos a receber lojas que tenham interesse de aderir ao nosso modelo.

Regras que estabelecemos e respeitem os limites territoriais, devem ser seguidas”, explica gerente operacional da administradora.

Essa abertura se deve ao fato de que a Farmarcas gere redes associativistas, as quais estão abertas a adesão de novas lojas.

Contudo, para que isso ocorra as farmácias precisam se comprometer a cumprir uma série de ações de adequação e melhorias.

Contudo, ao aplicar esse modelo, os números mostram, o resultado é muito positivo.

Imagem: Divulgação

Leia também: Murilo Sá faz tributo para a lenda David Bowie

Tags
Show More

Uiara Zagolin

Colunista do portal Na Midia, membro da FEBRACOS - Federação Brasileira dos Colunistas Sociais, tradutora e escritora. Com formação no Canadá, EUA e Inglaterra.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker