Agronegócios

Agronegócio encontra na televisão uma ferramenta para o Marketing

Setor alcançar o grande público de forma segmentada para gerar resultados

A televisão foi inaugurada no Brasil na década de 50 por Assis Chateaubriand e, desde então, passou por diversas fases de aperfeiçoamento até chegar à forma atual. Segundo dados da “Pesquisa Brasileira de Mídia 2016 – Hábitos de Consumo de Mídia pela População Brasileira”, encomendada pela Secretaria de Comunicação Social do Governo e realizada pelo Ibope, cerca de 63% dos brasileiros preferem a TV como principal veículo de informação.

O mesmo estudo aponta também que 79% dos telespectadores utilizam deste meio para obtenção de informações sobre agricultura e seus benefícios, o que aponta a necessidade de uma atenção especial do marketing voltado ao agronegócio em relação ao poder da televisão. No ano de 2016, o setor do agronegócio rendeu 23% do PIB nacional e, atualmente, gera 37% dos empregos no país.

O setor também é responsável por 46% das exportações brasileiras. Os dados são da pesquisa realizada pela ABMRA (Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócio) e de planejamento da RV Mondel Comunicação. O estudo observou o perfil de 2,8 mil produtores rurais, de 15 diferentes estados brasileiros, analisando aspectos em torno da interação do homem do campo com a televisão e as novas tecnologias.
Segundo a pesquisa, o perfil do agricultor está mudando e a idade média do produtor brasileiro baixou de 48 anos para 46 anos.

Os filhos dos produtores estão cada vez mais ativos, tomando, junto com seus pais, as decisões de compra e uso de insumos agrícolas. As mulheres também estão ganhando espaço no agronegócio e possuem cada vez mais importância nesse setor, como ressalta Marcelo Claudino, diretor de business intelligence da Informa Economics FNP, empresa à frente a pesquisa da ABMRA.

Agronegócio encontra na televisão uma ferramenta para praticar o Marketing - Divulgação
Agronegócio encontra na televisão uma ferramenta para praticar o Marketing – Divulgação

O poder da TV e das mídias sociais

De acordo com a ABMRA, a televisão é líder entre o público do agronegócio. A pesquisa apontou ainda que 92% das pessoas utilizam este meio para se atualizarem sobre o setor agrícola. As novas tecnologias também estão presentes na vida do agricultor: o WhatsApp (96%) é preferido para comunicação, seguido pelo Facebook (67%), YouTube (24%), Messenger (20%), Instagram (8%) e Skype (5%).
Esses dados apontam a existência de um mercado mal explorado pelos anunciantes, que desconhecem a força do agronegócio.

O produtor necessita de informações que venham alavancar seu negócio e auxiliar a produtividade. “Esta é uma realidade que poucas agências e veículos de mídias conhecem, e os que conhecem, estão colhendo muitos frutos”, destaca Ricardo Nicodemos, Diretor de pesquisa da ABMRA.

A importância da segmentação

Apesar das vantagens de se alcançar o grande público através do marketing televisivo, fazê-lo sem auxílio profissional pode trazer muitas dores de cabeça e prejuízo. O agronegócio é um setor que não permite uma atuação generalizada, ou seja, é preciso identificar quais os objetivos e definir a melhor ferramenta para cada caso, sendo a TV apenas mais uma entre várias existentes.

Rosana Rocha, sócia-proprietária da 2 Design e Comunicação e especialista em marketing para o agronegócio destaca que dentro do agronegócio existe uma pluralidade de culturas e comportamentos. “Temos os produtores que se utilizam da grande mídia para obter informação, mas também temos o produtor tradicional que utiliza o jornal impresso. Portanto, é sempre necessário segmentar os trabalhos para que melhores resultados sejam alcançados”, explica.

Agências especializadas, como a 2 Design e Comunicação são responsáveis por desenvolver projetos de comunicação personalizados, o que permite uma eficácia muito maior das ações, valorizando o investimento do cliente. “Muitas vezes o produtor não nos procura, pois acha que terá que investir muito ou que não terá bons resultados, mas, na verdade, o que fazemos é adequado para todos casos e orçamentos”, afirma Rosana.

Foto da Capa: Agronegócio encontra na televisão uma ferramenta para praticar o Marketing – Divulgação

Rodolfo Bracali

Rodolfo Bracali nacido na Argentina, Digital Influencer, Blogueiro de imprensa no EgoNoticias, Gerador de Conteúdo. Atualmente resido em Belo Horizonte Minas Gerais, formado como Chef de cozinha, Assessoria na abertura ou reestruturação de restaurantes, Assessor Gastronômico.Tudo isso você pode acompanhar nos meus espaços na Web. CONTATO: WhatsApp +55 31- 99885-9387 / 31 3889-6520 - e-mail: rcb539@gmail.com - Belo Horizonte- MG -

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar