Saúde e Bem-Estar

O Perigo dos Adoçantes

Os adoçantes artificiais surgiram como uma forma mais doce e menos calórica que o açúcar, mas cuidado!

Apesar de os adoçantes serem vendidos como uma opção “mais saudável”, na verdade, em muitos casos eles são piores que o açúcar comum.

Aspartame, sorbitol e xilitol são os três adoçantes artificiais mais consumidos, porém, ao longo dos anos, foram levantadas várias dúvidas sobre a sua toxicidade.

As substâncias geradas pelo consumo dos adoçantes são prejudiciais ao organismo. Porém, as agências reguladoras ignoram os problemas neurológicos que os adoçantes podem causar.

O excesso de adoçantes pode causar reações como:

  • Dor de cabeça e enxaqueca
  • Náusea
  • Dores abdominais
  • Fadiga
  • Distúrbios do sono
  • Distúrbios visuais
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Distúrbios de memória e equilíbrio
  • Distúrbios de fertilidade
  • Problemas dermatológicos

O perigo do aspartame

O adoçante aspartame é composto por três substâncias químicas: ácido aspártico, fenilalanina e metanol.

O aspartato e o glutamato, apesar de facilitarem a transmissão nervosa, em excesso, podem lesar o sistema nervoso. Dessa forma, pode ocasionar doenças neurológicas, tais como esclerose múltipla, Alzheimer, Parkinson, demência e demais lesões no cérebro.

Já o metanol da sua composição, se degrada em ácido fórmico e formaldeído, compostos neurotóxicos reconhecidos como cancerígenos.

Adoçantes não ajudam a emagrecer

O uso de adoçantes não ajuda no emagrecimento, pelo contrário. O excesso de adoçantes artificiais favorece o aparecimento de obesidade, diabetes tipo 2 e síndrome metabólica, mesmos problemas relacionados ao consumo de açúcar.

Como não possuem calorias, o cérebro registra o sabor doce, mas não recebe a dose de açúcar que espera. Assim, a longo prazo o organismo passa a entender que precisa conservar energia e diminui o metabolismo, desse modo, faz com que engordemos.

O adoçante estévia, apesar da origem natural, apresenta o mesmo problema que os demais, uma vez que induz o corpo a liberar insulina, o que provocaria um ganho de peso.

O mel não é um alimento saudável

O Perigo dos Adoçantes 2
Foto Divulgação: O perigo dos adoçantes – Detox Kriyá

Embora seja considerado mais “natural”, o mel em si não é um alimento saudável. Apesar de fornecer nutrientes inexistentes no açúcar e nos adoçantes, o mel tem um índice glicêmico muito alto.

Uma colher de chá de mel contém 23 calorias e 6g de açúcar, mais do que o próprio açúcar, que contém 16 calorias e 4g de açúcar.

O açúcar, os adoçantes em geral, além de fazerem mal, mascaram o sabor dos alimentos.

Nós não precisamos da quantidade de açúcar que consumimos.

Reeduque seu paladar e mantenha uma dieta saudável, com baixo índice de carboidratos como a dieta paleolítica.

Para melhor funcionamento do seu organismo, faça uma desintoxicação! Dessa forma, você se livrar de anos de agressões com a má alimentação.

Para isso, conte com o Detox Kriyá, que irá devolver a saúde ao seu organismo, fazendo com que ele trabalhe plenamente. Com isso, você tem mais saúde e energia para seu dia a dia.

Leia +: Detox Kriyá – Vida plena e saudável

Eu sou Bianca Enricone, agradeço a sua companhia até aqui e convido você a embarcar nessa jornada em busca de uma vida plena! Peço que visite o site e as redes sociais se inscreva no canal, e me ajude a divulgar este vídeo e compartilhar a saúde integral.

Entre em contato comigo pelo whats app 47 98495-2112

Foto Divulgação: Bianca Enricone
Foto Divulgação: Bianca Enricone

Facebook:https://www.facebook.com/detoxkriya/ e                          https://www.facebook.com/biancaenriconeterapeuta/

Instagram: @detoxkriya

YouTube:https://www.youtube.com/channel/UCaYusxu3whB84YZ5f2nYlig?view_as=subscriber

 

Bianca Enricone

A saúde de forma INTEGRAL pode ser caracterizada pelo perfeito equilíbrio entre MENTE e CORPO. Busco a vida plena e saudável como inspiração e meta pessoal

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar