MIDIA 05 – Top Mega Banner 970 x 250 – DESK
Politica

Por 3 votos a 0 Lula foi condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês por corrupção

Apesar de condenado Lula só poderá ser preso após esgotados todos os recursos  de defesas disponíveis.

Por 3 votos a 0 Lula foi condenado em segunda instância a 12 anos e 1 mês por corrupção

Pontualmente as 8h30 da manhã desta quarta-feira teve início o julgamento  do Luis Inácio Lula da Silva.

Os  três desembargadores João Pedro Gebran Neto,  Leandro Paulsen  e Victor Laus chegaram  ao Tribunal Regional Federal escoltados pelas forças de  segurança.

O presidente da 8ª Turma Desembargador Leandro Paulsen conduziu a abertura da sessão e rebateu críticas que o caso Lula ganhou celeridade na corte.

O Relator João Pedro  Gebran Neto  comentou  um trecho da ação penal que menciona  que o Ministério  Público Federal recorreu da decisão do Juiz Sérgio Moro.

João-Pedro-Gebran-Neto-Im.001 Title category
João Pedro Gebran Neto – Foto Veja
Leandro-Paulsen-Im.001 Title category
Leandro Paulsen – Foto O Globo
Victor-Laus-Im.001 Title category
Victor Laus – Foto BBC

E solicitou a condenação de alguns dos réus absolvidos, além do aumento da pena do ex-presidente Lula para 12 anos e 1 mês, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá.

Foram julgados também Léo Pinheiro, presidente afastado da OAS, Paulo Okamotto, presidente do Instituto Lula.

E os diretores da OAS: Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Paulo Roberto Gordillo, Fabio Hori Yoanmine e Roberto Moreira Ferreira.

Os únicos que foram absolvidos são:  Paulo Okamotto, Paulo Roberto Gordilho, Fabio Hori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira.

+ LEIA MAIS:Programa Fama e Destaque completa 5 meses de exibição na TV Guarulhos

Os condenados tiveram as seguintes penas de prisão:

Luis Inácio Lula da Silva – 12 anos e 1 mês, Léo Pinheiro – 3 anos e 6 meses e Agenor Franklin Magalhães Medeiros – 1 ano e 10 meses.

Apesar de condenado Lula só poderá ser preso após esgotados todos os recursos  de defesas disponíveis.

Se a condenação for suspensa por liminar, Lula continuará em liberdade até os outros recursos serem julgados.

Estes recursos poderá levá-lo a ganhar tempo e registrar a sua candidatura à presidência.

No resumo da acusação Gebran disse ainda  que o Ministério Público Federal indicou que Lula participou conscientemente do esquema criminoso revelado pelo lava jato

Ao fazer a sustentação das acusações contra Lula o Procurador Regional da República da 4ª região Maurício Gueron criticou  a tese de que o  ex-presidente passa por um julgamento político.

Para o procurador  há um  movimento para desmerecer o poder judiciário.

E falou  que qualquer que fosse o resultado do julgamento a justiça estaria sendo feita.

O procurador rejeitou argumentações dos advogados de defesa dos réus e evidenciou que há provas sobre a propriedade do triplex.

O Advogado de  defesa do ex presidente Lula, Cristiano Zanin Martins  teve 15 minutos para fazer a sustentação oral. Ele pediu para aumentar o tempo e teve a solicitação negada.

Rebateu  a tese do Ministério Púbico Federal  e falou que o triplex não é do ex-presidente.

Cristiano ainda pediu a nulidade do Processo.

Lula acompanhou todo o julgamento no Sindicato dos Metalúrgicos no ABC.

Falou com a imprensa e demais integrantes de outros Sindicatos presentes.

Disse que esperava 3 X 0 a favor da sua absolvição e afirmou que só vai parar de lutar, quando morrer.

Ao terminar o discurso ouviram-se gritos de apoio a candidatura dele à presidente agora em 2018.

Sigam o Egonotícias no Instagram: @egonoticias

Fontes: TV Gazeta

 Uol

Reuters

Tags
Show More

Lourdes Castro

Nascida em São Paulo, Capital - SP, Brasil, Formada em Comunicação Social pelas Fiam- Faculdades Integradas Alcântara Machado, Pós Graduada em Administração de Marketing pela Fecap, Especialização em Assessoria de Imprensa pelo Senac. Jornalista, Assessora de Imprensa e Produtora do Programa Fama & Destaque da Apresentadora Viviane Alves, pela TV Guarulhos. MTB 15521

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker