Comportamento

Temos fome de quê? As pessoas costumam associar etiqueta à rigidez

As pessoas costumam associar etiqueta à rigidez de comportamento, à frescura, à futilidade e, pasmem, até mesmo à infelicidade.

Temos fome de quê? As pessoas costumam associar etiqueta à rigidez de comportamento, à frescura, à futilidade e, pasmem, até mesmo à infelicidade. Prova disso é que, recentemente, ao ser apresentada em uma reunião social, ouvi o seguinte comentário: Maria, na minha casa não tem etiqueta. Só tem felicidade! Compartilho aqui minha inquietação: você se sentiria infeliz ao ter respeito e consideração pelo outro?

A felicidade vai de encontro ao bom-senso, à boa educação e à elegância? Muitos já ouviram a frase de autoria do dramaturgo romano Titus Maccius Plautus e que se tornou conhecida ao ser citada pelo filósofo Thomas Hobbes, em sua obra Leviatã: “O Homem é o lobo do homem”. Se já é difícil controlar, por meio das leis, a violência, a corrupção, a intolerância e outras mazelas sociais, imaginem em um ambiente no qual não existissem regras. Sou segura de que viveríamos em meio à selvageria absoluta, como presumia Hobbes.

Ao contrário do que muitos creem, o uso das regras de etiqueta social, profissional e virtual, a chamada netiqueta, só contribui para o convívio harmônico entre nós. Sabe por quê? Porque, ao estabelecer normas de conduta e comportamento nas diferentes esferas de relacionamento, neutraliza-se, em grande parte, a vocação egoísta e egotista inerentes ao ser humano. Ao direcionar o olhar e atenção para o outro, as regras de etiqueta fortalecem a tolerância, a solidariedade e o respeito mútuo. Enfim, eleva-se o grau de civilidade de um povo. E é disso que tenho fome. E você?

2-Foto-Divulgação-300x225 Title category
Revista Let´s Go. Elegância e Originalidade. Decoração por Maria Medeiros. Foto: Erik Salles

+ LEIA MAIS: Famosos participam de evento solidário

Conheça as “regras de etiqueta” para lidar bem com a alergia alimentar.

Se você tem alergia alimentar e alguém oferece algo que não pode comer, não faça cara feia; apenas deixe a comida de lado. Quando explicar sua restrição para uma pessoa, conte apenas o necessário e guarde os detalhes desagradáveis para o seu médico. Se for comer na casa de um amigo e não quiser incomodar o anfitrião, leve a sua própria comida.

Foto da Capa: Erik Salles

Sigam o Egonotícias no Instagram: @egonoticias

Tags
Mostrar Mais

Redação Egonoticias

Egonoticias.com o seu canal de entretenimento. Você é a notícia, nós publicamos.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios