Saúde e Bem-Estar

Transtorno Bipolar atinge milhões de pessoas

Variação de humor nem sempre está ligada ao Transtorno Mental

O Transtorno Bipolar (TB) é um transtorno mental que atinge, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 30 milhões de pessoas em todo o mundo, cujos sintomas apresentam recorrência se não forem tratados.

Infelizmente, o termo “bipolar” se popularizou e é usado de forma errônea para nomear pessoas que costumam ter variações normais do humor.

Mas, afinal, a variação de humor é normal ou pode mesmo ser um sinal de algum transtorno mental?

Segundo Dr. Caio Magno,  psiquiatra e cofundador da Clínica Estar Saúde Mental, é completamente normal apresentar uma variação de humor ao longo do dia ou de algum período, dependendo dos acontecimentos.

O humor é um estado de ânimo;  a pessoa pode acordar bem, feliz e motivada, mas ir dormir chorando ou irritada.

A variação de humor é esperada, pois nossos estados emocionais dependem de alguns fatores, como a forma de lidar com nossas emoções e de situações externas, ou seja, do que nos aconteceu ao longo do dia ou num período específico”, explica.

Já a variação de humor que ocorre no Transtorno Bipolar é completamente diferente de acordar alegre e dormir triste.

O TB é uma condição psiquiátrica que se caracteriza por mudanças do humor recorrentes com características e duração específicas e que afetam a vida da pessoa em vários aspectos.

Isso quer dizer que os sintomas da bipolaridade podem levar a sofrimento emocional, prejuízo da capacidade de trabalhar, estudar e de se relacionar.

Variação do humor e duração dos sintomas são critérios importantes para o diagnóstico.

636134675191684668_2 Title category
Dr. Caio Magno

O Transtorno Bipolar se caracteriza por episódios de humor elevado (mania ou hipomania).

Além de episódios de humor deprimido, que é a fase da depressão, assim como períodos de remissão.

Há ainda os casos mistos, em que há sintomas de mania ou de hipomania e de depressão ao mesmo tempo”, comenta Dr. Caio.

Segundo o psiquiatra, a mania é um estado de humor exaltado ou irritadiço, com aumento de energia, sensação de grandiosidade, inquietação psicomotora e aumento de atividade direcionada para objetivos.

Seria como se a pessoa estivesse “ligada no 220”, na expressão popular.

A hipomania costuma ter duração mais curta e os sintomas serem mais brandos, sem interferência na funcionalidade da pessoa”, comenta Dr. Caio.

Leia mais: Compras de final de ano no  THE COLONNADE OUTLETS

Depressão é o quadro mais comum

Apesar da bipolaridade ser caracterizada pelos episódios de mania ou hipomania, a depressão é quadro mais comum e persistente e é a principal causa de incapacitação.

Esse é um dos principais desafios no diagnóstico do transtorno bipolar.

É muito comum que no transtorno bipolar do tipo II haja inúmeros episódios de depressão antes da ocorrência de um episódio de hipomania.

Entretanto, em 60% dos casos uma crise de mania precede a depressão”, diz o médico.

Diagnóstico precoce e adesão ao tratamento são fundamentais

De acordo com Dr. Caio, o tratamento é feito na fase aguda e para manutenção.

O primeiro visa à redução dos sintomas, sofrimento e risco para o paciente.

Já a manutenção foca na prevenção de recaídas e ajudar a melhorar a capacidade funcional.

Além dos medicamentos, a associação com psicoterapia pode ser benéfica, sendo uma possibilidade a Terapia Cognitiva Comportamental (TCC) combinada com técnicas de psicoeducação para ajudar o paciente a entender sua doença e aumentar a adesão à terapia medicamentosa.

Para finalizar, a variação de humor, como vimos, é um comportamento esperado em qualquer pessoa.

Porém, se ela impactar na capacidade funcional e se apresentar continuamente, o ideal é procurar um psiquiatra.

Siga o egonoticias: http://instagram.com/egonoticias

Siga  Uiara Zagolin no Twitter InstagramFacebook LinkedInPinterest Google Plus

Veja todos os  posts de Uiara Zagolin : https://egonoticias.com/author/uiarazagolin/

Leia também: Murilo Sá faz tributo para a lenda David Bowie

 

 

 

Tags
Mostrar Mais

Uiara Zagolin

Colunista do portal Na Midia, membro da FEBRACOS - Federação Brasileira dos Colunistas Sociais, tradutora e escritora. Com formação no Canadá, EUA e Inglaterra.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios