MIDIA 05 – Top Mega Banner 970 x 250 – DESK
ECONOMIA E NEGÓCIOS

Trump autoriza dobrar tarifas sobre aço e alumínio turcos

Lira turca despenca e presidente Erdogan pede que turcos troquem dólares para conter movimento. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta sexta-feira (10) que autorizou uma duplicação nas tarifas de importação de aço e alumínio da Turquia. A medida seria uma resposta à forte queda na cotação da moeda turca em relação à “forte” moeda norte-americana, o que torna o produto da Turquia mais barato em dólar e, assim, favorece as exportações.
Segundo o anúncio de Trump, feito em sua conta no Twitter, a tarifa sobre o alumínio turco sobe para 20% e sobre o aço, para 50%. “Nossas relações com a Turquia não estão boas nesse momento!”, escreveu o presidente. O anúncio acontece em um momento em que as tensões entre os dois aliados da Otan sobre a prisão de um pastor evangélico e outras questões diplomáticas aumentam.
Initial plugin text
A lira turca registrou nesta sexta-feira (10) um novo mínimo histórico em comparação ao dólar, após uma desvalorização de 5% em um momento de tensão diplomática entre Estados Unidos e Turquia, além de temores pela exposição de grandes bancos europeus. A divisa turca superou pela primeira vez durante a manhã a barreira de 6 liras por um dólar, depois de perder quase 10% de seu valor.
Após o anúncio de Trump, a lira turca acelerou sua queda a 19% frente ao dólar, e era negociada a 6,6115 por dólar às 10h35.
O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, pediu nesta sexta-feira novamente que os cidadãos troquem “os dólares e o ouro debaixo dos colchões” para conter a queda da lira, segundo a agência EFE.
“Não tínhamos problemas econômicos reais, mas fomos alvo de ondas financeiras instáveis artificiais”, afirmou o líder durante um discurso público na província de Bayburt, no leste de Anatolia, transmitido ao vivo pela emissora “NTV”.
“Não perderemos esta guerra econômica. Responderemos com a nossa moeda nacional. Devemos trocar por liras os dólares e o ouro que temos sob os colchões”, acrescentou. O líder repetiu assim uma sugestão feita pela primeira vez em dezembro de 2016 para controlar a perda de valor da moeda turca, e que vem repetindo com frequência, sem surtir efeito.
“Isto é uma luta nacional. Podemos ter dificuldades durante alguns dias, mas as superaremos”, prometeu. Sugerindo que os problemas foram causados por outros países, que não nomeou, Erdogan constatou que “nossas relações com estes países chegaram a um ponto irreparável”.
Na opinião dos especialistas, a queda acelerada da lira, que perdeu 25% desde o começo do mês, se deve em parte às tensões diplomáticas com os Estados Unidos, que exige a libertação do pastor protestante Andrew Brunson, detido na Turquia há dois anos sob acusações diversas de vínculos terroristas.
A Turquia se negou a libertar o religioso, embora no final de julho o transferiu para prisão domiciliar, e uma delegação do Ministério de Relações Exteriores turco, que nesta quinta-feira retornou dos EUA após dois dias de reuniões, também não conseguiu negociar um acordo.
A queda acontece algumas horas antes de um aguardado discurso do ministro das Finanças do país, Berat Albayrak, genro do presidente Recep Tayyip Erdogan, durante o qual apresentará um “novo modelo econômico” para a Turquia.
O presidente turco afirmou na quinta-feira que a desvalorização da lira era uma consequência de “campanhas”, mas não entrou em detalhes. “Eles têm dólares, nós temos nosso povo, temos o direito e temos Alá”, afirmou Erdogan.
Source: Economia – g1

Tags
Show More

Marcos Morrone

Nascido em São Paulo Capital: Fotógrafo Profissional e Produtor Musical. CEO do Grupo Morrone Comunicações Ltda.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker