MIDIA 05 – Top Mega Banner 970 x 250 – DESK
ENTRETENIMENTO

Veja a lista de vencedores do 29º Prêmio da Música Brasileira

alcione Title category
O cantor Luiz Melodia, que morreu em agosto de 2017, aos 66 anos, vítima de um câncer, é o grande homenageado da noite. Alcione vence na categoria melhor cantora popular.
Marcos Serra Lima/G1
Um dos principais renovadores e inovadores da canção nacional, Luiz Melodia foi o grande homenageado da 29ª edição do Prêmio da Música Brasileira, realizado no Theatro Municiapal do Rio na noite desta quarta-feira (15). O artista morreu em agosto de 2017, aos 66 anos, vítima de um câncer.
O violonista Yamandu Costa levou dois prêmios: melhor álbum instrumental (“Quebranto”, em parceria com Alessandro Penezzi) e melhor solista. Chico Buarque conquistou o prêmio nas categorias Melhor Canção (“Tua cantiga”, em parceria com Cristóvão Bastos) e Melhor Álbum de MPB por “As caravanas”, produzido por Luiz Cláudio Ramos.
O arranjador Mário Adnet também saiu do prêmio com duas vitórias: Melhor Arranjador por “Jobim Orquestra e convidados” e Melhor DVD, pelo mesmo trabalho, em gravação dirigida por Nelsinho Faria. Mônica Salmaso foi outra que conquistou duas premiações: Melhor Álbum de Música Regional, por “Caipira”, produzido por Teco Cardoso, e Melhor Cantora na mesma categoria.
Moacyr Luz e o samba do trabalhador também levaram duas premiações: Melhor Álbum de Samba, “Ao Vivo, no Bar Pirajá”, produzido por Max Pierre, e Melhor Grupo, na mesma categoria.
A cerimônia teve 10 apresentações dedicadas à obra de Luiz Melodia: Fabiana Cozza interpretou “Ébano”, Lenine e João Cavalcante defenderam “Congênito”, Alcione cantou “Estácio, Holly Estácio”, Céu trouxe “Salve linda canção sem esperança”, Áurea Martins e Xênia França mostraram “Juventude transviada”, a família Veloso – Caetano, Maria Bethânia, Moreno, Zeca e Tom – explorou “Pérola negra”, Zezé Motta e Sandra de Sá fizeram dueto em “Dores de amores”, Baby do Brasil levou ao público “Magrelinha” e Lazzo, Iza e Liniker finalizaram com “Negro gato”.
No entanto, o melhor show da noite chegou pelas mãos de Yamandu Costa e Hamilton de Holanda e pela voz de Pedro Luís em uma interpretação visceral de “Fadas”.
Veja a lista de indicados (vencedores em negrito):
INDICADOS AO PRÊMIO DA MÚSICA BRASILEIRA 2018
CATEGORIA ARRANJADOR
Flávio Mendes por ‘Danilo Caymmi – canta Tom Jobim’, de Danilo Caymmi
Mario Adnet por ‘Saudade Maravilhosa’, de Mario Adnet
Mario Adnet por ‘Jobim Orquestra e Convidados’, de Paulo Jobim e Mario Adnet
CATEGORIA MELHOR CANÇÃO
‘As Caravanas’, de Chico Buarque, intérprete Chico Buarque (CD ‘As Caravanas’)
‘Massarandupió’, de Chico Brown e Chico Buarque, intérprete Chico Buarque (CD ‘As Caravanas’)
‘Tua Cantiga’, de Cristóvão Bastos e Chico Buarque, intérprete Chico Buarque (CD ‘As Caravanas’)
Lenine e João Cavalcante
Marcos Serra Lima/G1
CATEGORIA REVELAÇÃO PETROBRAS
Almério (‘Desempena’)
Pedro Franco (‘Pedro Franco’)
Tim Bernardes (‘Recomeçar’)
CATEGORIA PROJETO VISUAL
LAStudio por ‘Tribalistas’, de Tribalistas
Felipe Taborda por ‘Campos Neutrais’, de Vitor Ramil
Flávia Pedras Soares por ‘Invento’, de Zélia Duncan e Jaques Morelenbaum
CATEGORIA CANÇÃO POPULAR
ÁLBUM
‘Canções de Roberto e Erasmo’, de Angela Maria, produtor Thiago Marques Luiz
‘BIXA’, de As Bahias e A Cozinha Mineira, produtores Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral
‘Coração’, de Johnny Hooker, produtor Leo D
CANTOR
Leo Russo (‘Canto do Leo’)
Roberto Carlos (‘Roberto Carlos’)
Tibério Azul (‘Líquido’)
CANTORA
Alcione (‘Boleros’)
Amelinha (‘De primeira grandeza, as canções de Belchior’)
Angela Maria (‘Canções de Roberto e Erasmo’)
DUPLA
Chitãozinho e Xororó (‘Elas em Evidência’)
Lourenço e Lourival (‘Caipira da Gema’)
Zezé di Camargo e Luciano (‘Dois Tempos parte 2’)
Banda As Bahias e a Cozinha Mineira
Marcos Serra Lima/G1
GRUPO
As Bahias e A Cozinha Mineira (‘BIXA’)
Psirico (‘Nada Nos Separa’)
Trio Parada Dura (‘Chalana, Churrasco e Viola’)
CATEGORIAS ESPECIAIS
ÁLBUM ELETRÔNICO
‘Frevotron’, de Spok, Dj Dolores e Yuri Queiroga, produtores Dj Dolores, Spok e Yuri Queiroga
‘Sintetizamor’, de João Donato e Donatinho, produtor Donatinho
ÁLBUM EM LÍNGUA ESTRANGEIRA
‘Ay Amor!’, de Fabiana Cozza, produtores Pepe Cisneros
‘Lessons in love’, de Indiana Nomma, produtores Raymundo Bittencourt e Indiana Nomma
‘Walkin’ In White Shoes’, de David Kerr e Canastra Trio, produtores Davis Kerr e Canastra Trio
ÁLBUM ERUDITO
‘Brahms’, de Nelson Freire, interpretado por Nelson Freire, produtor Dominc Fyfe
‘Heitor Villa-Lobos, Sinfonias nº 8, 9 e 11’, de Villa-Lobos, interpretado pela Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, produtor OSESP
‘Villa-Lobos, Quartetos e Cordas’, de Villa-Lobos, interpretado pelo Quarteto Bessler-Reis e Quarteto Amazônia, produtor Mario de Aratanha
ÁLBUM INFANTIL
‘Deu Bicho Na Casa’, de Sula Kossatz, produtores Chico Batera e Fernando Brandão
‘Música de Brinquedo 2’ de Pato Fu, produtor John Ulhoa
‘Sem Você Não A’, de Tom Zé, produtores Paulo Lepetit e Daniel Maia
ÁLBUM PROJETO ESPECIAL
‘O Auto do Reino do Sol’, de Barca dos Corações Partidos, produtores Alfredo Del-Penho e Beto Lemos
‘Jobim Orquestra e Convidados’, de Paulo Jobim e Mario Adnet, produtores Mario, Joana e Antonia Adnet
‘Tatanaguê’, de Theo de Barros e Renato Braz, produtor Theo de Barros
MELHOR DVD
‘Do Tamanho Certo Para o Meu Sorisso- Ao Vivo’, de Fafá de Belém, direção Murilo Alvesso
‘Histórias e Canções’, de Bibi Ferreira, direção de Alexis Parrot
‘Jobim Orquestra e Convidados’, de Paulo Jobim e Mario Adnet, direção de Nelsinho Faria
VIDEOCLIPE
‘Maracutaia’, de Karol Conka, direção Brendo e Gonfiantini (Paranoid)
‘Culpa’, de O Terno, direção de Breno Moreira e Bruno Shintate
‘A Volta Pra Casa’, de Rincon Sapiência, direção de Kill The Buddha
CATEGORIA INSTRUMENTAL
ÁLBUM
‘Casa de Bituca’, de Hamilton de Holanda Quinteto, produtores Hamilton de Holanda e Marcos Portinari
‘No Mundo Dos Sons’, de Hermeto Pascoal e Grupo, produtor Hermeto Pascoal
‘Quebranto’, de Yamandu Costa e Alessandro Penezzi, produtores Yamandú Costa e Alessandro Penezzi
GRUPO
Alessandro Kramer Quarteto (‘Alessandro Kramer Quarteto’)
Hamilton de Holanda Quinteto (‘Casa de Bituca’)
Hermeto Pascoal e Grupo (‘Mundo dos Sons’)
Yamandú Costa: melhor solista.
Marcos Serra Lima/G1
SOLISTA
Hamilton de Holanda (‘Casa de Bituca’, de Hamilton de Holanda Quinteto)
Hermeto Pascoal (‘No Mundo Dos Sons’ de Hermeto Pascoal e Grupo)
Yamandú Costa (‘Quebranto’ de Yamandú Costa e Alessandro Penezzi)
CATEGORIA MPB
ÁLBUM
‘As Caravanas’, de Chico Buarque, produtor Luiz Claudio Ramos
‘Voz de Mágoa’ de Dori Caymmi, produtor Dori Caymmi
‘Mano Que Zuera’, de João Bosco, produtores João Bosco, João Mario Linhares, Marcello Gonçalves e Francisco Bosco
CANTOR
Dori Caymmi (‘Voz de Mágoa’)
João Bosco (‘Mano Que Zuera’)
Zé Renato (‘Bebedouro´)
Zélia Duncan: melhor cantora na categoria MPB.
Marcos Serra Lima/G1
CANTORA
Joyce Moreno (‘Palavra e Som’)
Zélia Duncan (‘Invento’)
Zizi Possi (‘Faltavam Seus Olhos’)
GRUPO
Equale (‘Na Praia de Caymmi’)
Ordinarius (‘Notável’)
Quarteto do Rio (‘Mr. Bossa Nova’)
CATEGORIA POP / ROCK / REGGAE / HIPHOP / FUNK
ÁLBUM
‘Acabou Chorare, Novos Baianos se encontram’, de Novos Baianos, produtores Moraes Moreira e Pepeu Gomes
‘Estado de Poesia, Ao Vivo’, de Chico César, produtores Michi Ruzitschka e Chico César
‘Estratosférica, Ao Vivo’, de Gal Costa, produtor Marcus Preto e Pupillo
Caetano Veloso e Maria Bethânia interpretaram “Pérola negra”.
Marcos Serra Lima/G1
CANTOR
Almério (‘Desempena’)
Chico César (‘Estado de Poesia, Ao Vivo’)
Lulu Santos (‘Baby Baby!’)
CANTORA
Gal Costa (‘Estratosférica, Ao Vivo’)
Simone Mazzer (‘Simone Mazzer e Cotonete’)
Tulipa Ruiz (‘TU’)
GRUPO
Nação Zumbi (‘Radiola NZ Volume 1’)
Novos Baianos (‘Acabou Chorare, Novos Baianos se encontram’)
Tribalistas (Tribalistas’)
CATEGORIA REGIONAL
ÁLBUM
‘Caipira’, de Mônica Salmaso, produtor Teco Cardoso
‘É Tempo pra Viver’, de Mestrinho, produtor Mestrinho
‘Terra dos Sonhos’, de Renato Teixeira e Orquestra do Estado do Mato Grosso, produtor Leandro Carvalho
CANTOR
Mestrinho (‘É Tempo pra Viver’)
Renato Teixeira (‘Renato Teixeira e Orquestra do Estado do Mato Grosso – Terra dos Sonhos’)
Vitoru Kinjo (‘Kinjo’)
CANTORA
Andrezza Formiga (‘E tome Forró, Meu Bem!’)
Lia Sophia (‘Não Me Provoca’)
Mônica Salmaso (‘Caipira’)
DUPLA
As Galvão (‘Soberanas’)
Duo Balangulá (‘Certos Tipos e Suas Canções’)
Kleber Albuquerque e Rubi (‘Contraveneno’)
Trio Nordestino: vencedor na categoria Grupo Regional.
Marcos Serra Lima/G1
GRUPO
Quinteto Violado (‘Quinteto Violado, 46 anos’)
Sertanilia (‘Gratia’)
Trio Nordestino (‘Canta o Nordeste’)
CATEGORIA SAMBA
ÁLBUM
‘Ao Vivo, no Bar Pirajá’, de Moacyr Luz e Samba do Trabalhador, produtor Max Pierre
‘Espiral de Ilusão’, de Criolo, produtor Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral
‘Munduê, de Diogo Nogueira, produtor Rafael dos Anjos e Alessandro Cardoso
CANTOR
Criolo (‘Espiral de Ilusão’)
Diogo Nogueira (‘Munduê’)
Thiago Miranda (‘Samba pra Elas’)
CANTORA
Ana Costa (‘Do Começo ao Infinito’)
Leci Brandão (‘Simples Assim’)
Sandra Portella (‘Banho de Fé’)
GRUPO
Épreta (‘Épreta’)
Moacyr Luz e Samba do Trabalhador (‘Moacyr Luz e Samba do Trabalhador, Ao Vivo no Bar Pirajá’)
Tempero Carioca (‘Se o Samba Me Chamar’)
Fonte: http://g1.globo.com/dynamo/pop-arte/rss2.xml

Tags
Show More

Marcos Morrone

Nascido em São Paulo Capital: Fotógrafo Profissional e Produtor Musical. CEO do Grupo Morrone Comunicações Ltda.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker