Cabelo

Visagismo como aliado na transição capilar

Saiba como a análise pessoal pode auxiliar na autoestima e empoderamento de mulheres com cabelos crespos e cacheados

Os padrões de beleza na sociedade estão perdendo sua força, mas ainda existem. A boa notícia é que cada vez mais o empoderamento feminino toma conta e torna as mulheres confiantes para assumirem suas verdadeiras aparências. Esse é o caso dos cabelos crespos e cacheados que, por anos, foram considerados “ruins” e fora do padrão. Todos os dias, muita gente mostra que tal pensamento estava completamente errado e que todo tipo de cabelo é bom e tem seu lugar.

Porém, a sociedade de forma geral ainda passa pelo processo de aceitação. Para algumas mulheres que viveram tanto tempo escondendo as verdadeiras formas de vários pontos do corpo, o cabelo natural ainda é novidade e causa algumas dúvidas. Nesse momento, a técnica conhecida como visagismo tornou-se uma das principais aliadas para auxiliar, principalmente, o público feminino no processo de transição, fortalecimento da autoestima e autoaceitação.

Leia mais: Conheça os benefícios das franquias sustentáveis

A visagista e cabeleireira, Wanúbia Sena, comenta que, ao contrário do que muita gente pensa, o cabelo crespo ou cacheado não é tão difícil de ser cuidado e toda mulher pode usá-lo do tamanho e cor que mais gostar. “É claro que cada tipo de fio precisa de cuidados especiais para continuar saudável. Portanto, o segredo não é ficar horas penteando o cabelo, mas sim encontrar os produtos e o corte que irão auxiliar e facilitar o trabalho”, completou a especialista.

Corte

É nesse momento que o visagismo se faz necessário. Afinal, qual o melhor corte para a imagem que uma mulher quer passar? Qual cor usar para se destacar? Como demonstrar um visual adequado ao estilo de vida de cada uma?

Wanúbia esclarece que todas essas questões podem ser respondidas através do visagismo e da análise pessoal. “Existem várias alternativas para cada tipo específico de forma de rosto, tom da pele, objetivo de vida. Por isso, contar com um profissional que saiba analisar todos os pontos é essencial”, garantiu.

Leia mais: Psicologia Viva: conheça a plataforma para fazer terapia online

Autoestima

A especialista acrescenta que é muito comum o público feminino se sentir ainda mais confiante após passar pela análise pessoal. “Ainda estamos em processo de aceitação da sociedade em geral. Algumas mulheres se sentem apreensivas para assumir a verdadeira forma do cabelo. Ao encontrar o corte e coloração que elas desejam, é possível perceber o quanto o nervosismo deixa de existir para dar lugar a felicidade e autoaceitação”, destacou.

Fonte: Wanúbia Sena, cabeleireira e visagista. É responsável pelo Espaço Wanúbia Sena, em Belo Horizonte (@espaco.wanubiasena).

Juliana Umbe̊lino

Escritora e social media, atua com revisão e produção de conteúdo para web. Editora especializada em SEO há mais de 9 anos. Possui um e-book publicado, atua em trabalhos que envolvem shows, eventos, estratégias de marketing. Ministra palestras sobre web, redes sociais e influenciadores. Também faz parte da Digital Blogger, assessoria para Influenciadores e marcas. Além disso é apaixonada por livros, filmes, séries, quadrinhos, teatro e música. É uma nerd raiz, por assim dizer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Você é a notícia, nós publicamos!
Envie-nos uma proposta comercial.
Powered by
Fechar
Fechar