ArquiteturaCondomíniosIncorporadorasMeio AmbienteSustentabilidade

Edifícios vivos

Cuidando da saúde e beleza dos edifícios

Edifícios vivos.

Imagine que os edifícios são pessoas, uns mais altos, outros mais baixos, uns mais novos, outros mais velhos, e outros nem nasceram ainda.

Os pais dos edifícios, são as construtoras. Esses são responsáveis desde a concepção até o nascimento, por esse motivo é importante a união de bons projetos e uma boa execução com visão a longo prazo.

Os edifícios mais novos, nascem tecnológicos, cheios de energia! Com o passar dos anos é recomendado fazer check-ups médicos com mais frequência, alguns exames, em alguns casos até intervenções cirúrgicas.

Em Balneário Camboriú, o alerta para a consulta de rotina vem através da LEI Nº 2805, DE 12 DE MARÇO DE 2008  – “TORNA OBRIGATÓRIA A REALIZAÇÃO DE VISTORIAS PERIÓDICAS NAS EDIFICAÇÕES DA CIDADE E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS”.

Edifícios vivos
Edifícios vivos – Foto: Divulgação

Em termos práticos, o engenheiro civil é um dos “médicos” do edifício, que faz um raio-x, identifica se há patologias (irregularidades) ou vícios construtivos e inicia um planejamento para as correções através do diagnóstico em busca da saúde e integridade do edifício.

Outro “médico” muito importante para o edifício é o engenheiro eletricista. Esse especialista é indicado para inspeções, diagnósticos de funcionamento e projetos para atualização de rede elétrica. Sabe-se que tem havido alteração dos padrões de consumo na compra de equipamentos mais potentes e a maior parte dos edifícios não estão capacitados para tamanha demanda. Segundo a NBR 5410, as inspeções tem objetivo de assegurar o bom funcionamento, a conservação dos bens mas principalmente a segurança das pessoas.

Para edifícios acima de 15 anos, intensificam-se as preocupações. Mesmo que a lei recomende que a cada 3 anos sejam feitas essas vistorias com apresentação dos laudos e ARTs dos engenheiros, vale salientar que existem várias normas que pedem vistorias e manutenções anuais e alguns casos semestrais, como por exemplo a nova norma para as válvulas de pressão.  Já ouvi falar em “ene” casos de prejuízos ligados a rompimento das válvulas, por falta de manutenção.

Cuidar da saúde do edifício é cuidar da segurança de quem nele trabalha ou reside, essa responsabilidade que é uma das funções do síndico, mas também deve contar com o auxílio dos condôminos na participação das assembleias e a prevenção ativa na segurança por exemplo.

Quando relacionamos o edifício como organismo vivo, que se modifica e se altera constantemente, sabe-se como as ações preventivas são mais econômicas em relação às corretivas.

Paralelo as manutenções é prudente investir em melhorias da edificação, sendo na segurança, comunicação visual, decoração, reforma, atualizando os usos de acordo com o programa de necessidades atual dos moradores, ou aplicando produtos mais tecnológicos e sustentáveis.

Edifícios vivos
Edifícios vivos – Arquitetura – Foto: Divulgação

Arquitetura

Nesse momento o profissional que fará intervenções no edifício, é o arquiteto. Por formação, esse profissional que estuda sobre conforto ambiental, história da arte, análise das estruturas, urbanismo, gestão de projetos, materiais e tecnologias entre outras, tem habilidades e conhecimento para fazer desde o retrofit das unidades habitacionais e comerciais, das áreas comuns, fachadas e adaptação das novas normas.

Nos próximos anos haverá muitas transformações nos edifícios e no modo das pessoas interagirem com eles e com o uso da tecnologia, essas ações de transformações inteligentes do condomínio garantem valorização e, além disso, quem não gosta de se sentir seguro, saudável, confortável e com a certeza de ter realizado um bom investimento?

Acompanhe os projeto da Arquiteta Mirian Rodrigues da Mais Q Projeto  no site e nas redes sociais @maisqprojeto

O que você acha? Conheça o condomínio onde só entra quem tem avião na garagem

Você vai gostar: Seja a mudança que você quer ver no mundo

Veja +: Porque nós não temos Prêmio Nobel?

Veja mais: Workshop apresenta soluções tecnológicas e sustentáveis para Condomínios – Em Balneário Camboriú – SC

Assista aos melhores vídeos de entretenimento e business da Apresentadora: Mirian Rodrigues

Mirian Rodrigues

Nascida em Cascavel - Paraná - Brasil: Arquiteta da Mais Q Projeto e sócia-proprietária da Agência Eco Publicidades - Revista Só Aqui Condomínios, Condomeeting em Balneário Camboriú  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar