MIDIA 05 – Top Mega Banner 970 x 250 – DESK
Saúde e Bem-Estar

#MúltiplasRazões acontece em agosto e aborda a esclerose múltipla

#MúltiplasRazões é um movimento que acontece simultaneamente nos principais estados do Brasil mostra a importância de estar atento aos sintomas da doença

A segunda edição do movimento #MúltiplasRazões acontece em agosto e aborda a esclerose múltipla.

A doença afeta 35 mil brasileiros na faixa etária mais ativa da vida – de 20 a 40 anos e, ainda assim, é pouco conhecida entre a população e é alvo de muita desinformação acerca dos sintomas e sua evolução. 

O objetivo do #MúltiplasRazões é trazer luz ao tema e, para isso, associações de pacientes e especialistas se uniram à Roche Farma Brasil para realizar o movimento.

A iniciativa visa estimular o apoio aos pacientes com a doença e incentivar o debate sobre o diagnóstico precoce para o tratamento mais rápido possível por meio de ações que fazem alusão aos sintomas da esclerose múltipla. Para a ação deste ano, a abordagem será expandida a vários estados do país – o movimento acontecerá em São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Brasília e Minas Gerais.

Ações

Um dos principais sintomas é a fadiga excessiva e desproporcional, por isso, as principais capitais do país serão tomadas por bancos, oferecendo um “lugar para sentar”, que mostrarão, de forma lúdica, como a fadiga atinge o paciente com esclerose múltipla (EM). Além disso, os paulistanos poderão sentir como é ter a visão embaçada, por alguns segundos, ao se depararem com um dos painéis de notícias espalhados pela cidade e na Avenida Paulista, nº 1374, em Bela Vista.

O movimento guarda, ainda, uma surpresa diferente: uma experiência em realidade virtual que simulará alguns sintomas da EM. A atividade apresentará um espaço com informações sobre a doença e ofertará a possibilidade de se vivenciar os sinais da esclerose múltipla, por meio da realidade virtual. A ação estará presente no Barra Shopping, no Rio de Janeiro; no Shopping Cidade em Belo Horizonte; GOL Premium Lounge do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo; e em uma unidade Cinemark de cada estado.

O projeto tem como objetivo alertar a população e incentivá-la a procurar o especialista correto para que o diagnóstico seja precoce e assertivo. “Acreditamos que a conscientização da doença tem que ser um assunto frequente. Por isso, o Múltiplas Razões tem como objetivo promover outras interações com a sociedade no decorrer do tempo”, conta Dra. Maria Fernanda Mendes, médica neurologista e membro titular da Academia Brasileira de Neurologia.

Apesar de não ter cura, a esclerose múltipla pode ser controlada por meio de tratamentos medicamentosos que buscam reduzir a atividade inflamatória e os surtos ao longo do tempo, contribuindo para que o paciente não experimente a incapacitação. Entretanto, segundo a Dra. Maria Fernanda, para que os resultados sejam satisfatórios, o diagnóstico deve ser precoce, o que leva a maiores chances da personalização do tratamento e evita consequências mais danosas ao sistema nervoso.

O movimento conta com o apoio do BCTRIMS, da Academia Brasileira de Neurologia (ABN), das ONGs Movimento dos Portadores de Esclerose Múltipla (MOPEM), Associação Brasileira de Esclerose Múltipla (ABEM), Amigos Múltiplos pela Esclerose (AME), Associação Mineira de Apoio aos Portadores de Esclerose Múltipla (AMAPEM), Associação Goiana de Esclerose Múltipla (AGEM), da Roche Farma Brasil e de especialistas. Para mais informações acesse: www.multiplasrazoes.com.br

Serviço

São Paulo
Bancos
– Hospital Santa Paula – Av. Santo Amaro, nº 2382 – Vila Olímpia, São Paulo
– Fundação Instituto de Administração (FIA) – Unidade Nações Unidas – Av. das Nações Unidas, 7221 – Pinheiros, São Paulo
VR
– De 20 a 25 de agosto na GOL Premium Lounge do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo – Rodovia Hélio Smidt, s/nº – Cumbica, Guarulhos
VR e banco
– De 30 de agosto a 5 de setembro no Cinemark do Shopping Pátio Paulista– Av. Rebouças, 3970 – Pinheiros, São Paulo  

Bahia
Bancos 
– Assembleia Legislativa do Estado da Bahia – 1ª Avenida, 130 – Centro Administrativo da Bahia, Salvador
– Hosp. Universitário Prof. Edgard Santos / UFBA – R. Dr. Augusto Viana, S/n – Canela, Salvador
VR e banco
– De 16 a 22 de agosto no Cinemark do Shopping da Bahia – Av. Tancredo Neves, 148, Caminho das Árvores – Salvador 

Rio de Janeiro
VR e banco
– De 23 a 29 de agosto no Cinemark do Botafogo Praia Shopping – Praia de Botafogo, 400 – Botafogo, Rio de Janeiro – RJ

Brasília
 VR e banco
– De 23 a 29 de agosto no Cinemark do Shopping Pier 21 – St. de Clubes Esportivos Sul Trecho 2 32 – Asa Sul, Brasília

Rio Grande do Sul
VR e Banco
– De 16 a 22 de agosto no Cinemark do Shopping Iguatemi – Av. João Wallig, 1800 – Passo d’Areia, Porto Alegre

Minas Gerais
VR e Banco
– De 30 de agosto a 5 de setembro no Cinemark do Shopping Diamond Mall – Av. Olegário Maciel, 1600 – Lourdes, Belo Horizonte

Sobre a esclerose múltipla

esclerose múltipla (EM) é uma doença crônica que afeta cerca de 35 mil pessoas no Brasil, segundo a Associação Brasileira de Esclerose Múltipla – ABEM, para a qual não há cura. EM ocorre quando o sistema imunológico ataca anormalmente o isolamento em torno de células nervosas (bainha de mielina) no cérebro, medula espinhal e nervos ópticos, causando inflamação e danos consequentes. Este dano pode causar uma ampla gama de sintomas, incluindo fraqueza muscular, fadiga e dificuldade visual, e pode, eventualmente, levar à deficiência. A maioria das pessoas com EM são mulheres e experimentam seu primeiro sintoma entre 20 e 40 anos de idade, tornando a doença a principal causa de incapacidade não-traumática em adultos mais jovens.

A EM remitente recorrente é a forma mais comum da doença, aproximadamente 85% dos diagnosticados, e caracteriza-se por episódios de sinais ou sintomas novos ou agravados (recorrências), seguidos de períodos de recuperação. A maioria dos pacientes desta forma da doença irá, eventualmente, fazer transição para EM secundária progressiva, em que eles experimentam agravamento contínuo da deficiência ao longo do tempo.

Já a EM primária progressiva, a forma mais debilitante da doença, é marcada por sintomas que se agravam de forma constante, mas tipicamente sem recorrências distintas ou períodos de remissão. Aproximadamente 15% dos pacientes com esclerose múltipla diagnosticada, têm a forma progressiva da doença e, até agora, não havia nenhuma terapia aprovada.

A atividade da doença consiste em inflamação no sistema nervoso e perda permanente de células nervosas no cérebro e medula espinhal, mesmo quando seus sintomas clínicos não são aparentes ou não parecem estar piorando. O objetivo do tratamento é reduzir a atividade da doença para impedir que a incapacidade progrida.

Siga o Egonotícias: @egonoticias

Siga a Colunista: @cinthiasouto



Leia também: 
Endometriose: conheça novos medicamentos para tratamento da doença

Tags
Show More

Cínthia Souto

Nascida em São Paulo, SP, Brasil. Mercadóloga, publicitária e assessora de imprensa, atuou nas principais empresas de comunicação do país e hoje é head na OUI Comunicação.

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker