Arte e CulturaFotógrafosLazer e Diversão

Regime de exceção

Foto instalação de Fernando Braune

Regime de exceção uma foto instalação de Fernando Braune

 

O artista visual Fernando Braune, na sua nova exposição, manifesta, através de suas obras, o cerceamento aos direitos que sempre esteve presente em todas as sociedades, cada uma com suas peculiaridades e temporalidades. Seja pela opressão, intimidação, censura, reprovação, tolhimento ou qualquer outra forma de coerção. Uma mostra contundente que nos faz refletir sobre o verdadeiro sentido da arte.

 

Crédito: Fernando Braune
Crédito: Fernando Braune

 

 

Por que exceção?

O fotógrafo Fernando Braune, que há mais de 30 anos trabalha com projetos relacionados à fotografia, partiu da necessidade de dialogar sobre as diversas formas de opressão ao longo do tempo para criar sua mais recente exposição, que aborda temas como a proibição da presença dos escravos nas igrejas barrocas brasileiras que eles próprios construíram, a censura a presença das mulheres no mesmo espaço dos homens nas mesquitas do mundo islâmico, a percepção da indiferença com que são tratados os “Garis” em nossas cidades, a opressão e coerção aos direitos das mulheres, de forma generalizada, são apenas pequenas “franjas” do Regime de Exceção” em que vive a nossa sociedade.

+Veja mais de Yuri Mine em: Entrevista de DJ Mau Mau 30 anos

A mostra

A mostra compreenderá cerca de 20 imagens concebidas pela junção de fotografias de mulheres, garis, negros, com fotografias de paredes grafitadas, elementos urbanos e do universo feminino, interiores de igrejas. As imagens foram, primeiramente, impressas em papel 100% algodão, onde sofreram interferências diretas de lápis pastel seco e carvão. Após as interferências à mão com lápis pastel e carvão as imagens foram fotografadas e levadas ao computador para serem sobrepostas umas sobre as outras no mesmo espaço de representação. Em seguida, após longos processos de interposição das imagens, as mesmas foram impressas.

De modo a conferir uma atmosfera mais intimistas à exposição, as imagens, em formato variado (80x60cm, 40x30cm etc..), são impressas em materiais não usuais como acrílico fosco, cetim e aço inoxidável. Também no espaço denominado palco serão expostas instalações criadas a partir de material descartado como tampas e latinhas de cerveja.

A execução do projeto prima pela delicadeza da apresentação das fotografias que, aliada à iluminação difusa, mas com foco pontual nas obras.

Crédito: Fernando Braune
Crédito: Fernando Braune

Fernando Braune – Fotógrafo

Principais exposições – Parallax Art Fair, Londres; Agora Gallery, Nova Iorque; Galeria de Arte Colorida, Lisboa; Mestre em Arte Contemporânea, Florença; III Bienal Internacional de Fotografia da Catalunha, Barcelona; Galeria Monteoliveto, Nice; Feira de Arte de Nice Acrópole; Art 3F Mulhouse; AAF Milano 2015 – Milão; ARTE MONACO’15 – Mônaco; AAF ESTOCOLMO – ESTOCOLMO; Galeria PAKS, Carrousel du Louvre (Paris); Spazio Tadini (Milão); Galerie Etienne de Causans (Paris); Arte latino-americana – Milão; Duetto Arts – Nova Iorque; Centro Cultural do Tribunal Federal (Rio); Centro Cultural Energisa (N.F. – Rio); Galeria de Fotos da UFF (Niterói – R.J.); Museu de Ingá (Niterói); Museu Nacional de Belas Artes (Rio); Centro Cultural Justiça Federal (Rio); Centro da Música Carioca, Centro Cultural Correios (Rio)


Prêmios Especiais:

– “ARTE LATINO-AMERICANA” em Milão, Itália (junho de 2016).
– “PRÊMIO NAPOLES PARA A ARTE CONTEMPORÂNEA” (2014).

Representado na Europa por “GALERIA MONTEOLIVETO”
Representado em Nova York por “DUETTO ARTS”

Autor dos livros:
– “O Surrealismo e a Estética Fotográfica”;
– “O Cinema e Linguagem Fotográfica”;
– “Temporalis”.
– “Querubins de Grota”

  • Invisíveis” (em fase de edição)

    – Trabalhos publicados em várias revistas internacionais e livros de arte, além de palestras em diversos Centros Culturais.

 

Crédito: Fernando Braune
Crédito: Fernando Braune

 

 

Serviço:

Regime de Exceção – Foto instalação de Fernando Braune

Centro Cultural Municipal Parque da Ruínas

 R. Murtinho Nobre, 169 – Santa Teresa, Rio de Janeiro – RJ, 20241-050 tel (21) 2215-0621

Abertura: 01/07/19 – 15h – Com a presença de Fernando Braune

Encerramento: 30/07/19 – 16h30 – Visita guiada pelo fotógrafo

Visitação: 02/07/19 a 30/07/19

De terça a domingo – 10h às 18h

Classificação Livre
Entrada Gratuita

Yuri Mine

Nascido em São Paulo Capital – SP. Fotografo no Studio Y.M e Diretor de Fotografia na No Name Filmes, Musico e adorador de tecnologia, motos e carros, sempre a procura de novos desafios e projetos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar