Carreira

Programa de bolsas para intercâmbio abre vagas na Católica SC

Oportunidade permite cursar até um semestre em uma universidade no exterior

Imagine cursar um semestre em uma universidade no exterior com a possibilidade de adaptar o conteúdo de acordo com suas necessidades. Essa experiência Wuerike Henrique da Silva Cavalheiro, acadêmico de Engenharia Elétrica da Católica SC de Jaraguá do Sul, está tendo na Espanha, por meio do Programa de Bolsas Ibero-americanas para Estudantes de Graduação do Santander.

Em 2017, Wuerike teve acesso pela primeira vez ao edital, mas na época não sabia espanhol e teve medo da mudança. Uma amiga foi selecionada e ele pôde acompanhar todo o processo, aumentando a expectativa de participar. “Quando ela voltou, me incentivou a me inscrever, ajudou com o espanhol e fez com que eu perdesse o medo de arriscar”, conta.

O estudante de 23 anos chegou à Europa em 27 de janeiro. Depois de passar três dias em Paris e quatro em Madrid, viajou para o destino final: Elche, município da Espanha, localizado na província de Alicante. Na disciplina em que estuda com três professores, Wuerike está desenvolvendo um projeto que deve ser aplicado no Laboratório de Energias Renováveis da Católica SC de Jaraguá do Sul. “Tinha conhecimento das necessidades do laboratório, conversei com o professor Henrique de Souza Medeiros que me passou os detalhes. Falei com os professores daqui e desde a primeira semana de aula estou trabalhando nesse projeto”, relata.

Para ele, a experiência está sendo incrível, o incentivando inclusive a disseminar o conhecimento com os colegas no retorno. “Estar aqui me traz conhecimentos sobre um mundo imenso, ao mesmo tempo em que a distância faz com que me conheça bem mais. Sei que o medo de vir é grande, mas indico que os interessados estudem e façam o melhor para que tenham a mesma oportunidade que estou experimentando”, destaca.

+ LEIA TAMBÉM SOBRE: A especialista em Educação Dra.Eliana Agassi de Castro atraiu grande público no lançamento de seu livro

Glenda Sassi Varaschim, acadêmica de direito, foi a selecionada de Joinville para o intercâmbio. Assim como Wuerike, ela não sabia espanhol e, ao ter conhecimento da bolsa, começou um projeto de médio prazo visando alcançar as exigências para entrar no programa. Com uma experiência parecida no ensino médio, quando foi para os Estados Unidos, Glenda viu a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos e conhecer as leis e a cultura de um país diferente.

Ela chegou em Elche em fevereiro e já iniciou as aulas, também selecionando as disciplinas que mais lhe agradavam. “É uma experiência incrível. Você conhece outra cultura, aprimora uma língua diferente, além disso, no caso do direito, consegue comparar muita coisa, como funcionam as leis. O método de ensino é diferente. É muito enriquecedor, abre a mente, faz ter ideias para o projeto de conclusão de curso”, conta.

Ao retornar, Glenda, de 22 anos, cursará mais um semestre para então se formar bacharel em direito. “Essa oportunidade vai agregar muito no meu currículo, criando possibilidades para outros estudos fora do país”, planeja. Para aqueles que pensam em se candidatar, a estudante afirma que os pontos positivos são muito maiores do que os negativos. “Ficar longe da família e dos amigos é difícil, mas experimentar todas essas novidades e culturas faz valer a pena”, ressalta.

Para o coordenador do Setor de Pesquisa, Extensão e Mobilidade Internacional, Maikon Glasenapp, a oportunidade é única e acrescenta muito à vida do estudante. “A experiência acadêmica e pessoal é incrível. A viagem, uma nova língua, um método de ensino diferente tiram as pessoas da zona de conforto e mostram um mundo de possibilidades.”

Como participar

Para se inscrever, o acadêmico deve ter mais de 18 anos, estar regularmente matriculado em cursos de graduação da instituição, exceto das áreas da saúde, ser brasileiro e comprovar proficiência no idioma espanhol. Os alunos que atenderem às exigências serão classificados nos seguintes critérios, com base em uma pontuação: participação em iniciação científica (de 0 a 40 pontos, sendo 10 para cada projeto – máximo de 4), carta de intenção (0 a 20 pontos), estágio curricular supervisionado não obrigatório (30 pontos) e monitoria (10 pontos).

Durante um semestre, o aluno terá oportunidade de estudar na Universidade Miguel Hernandez de Elche (UMH), recebendo bolsa auxílio de 3 mil euros para cobrir custos com documentação de viagem, transporte, hospedagem, alimentação e mobilidade urbana, uma vez que o curso de extensão ou a semestralidade serão objeto de um acordo estabelecido entre a universidade de origem e a de destino. Na Católica SC, será selecionado um acadêmico de cada unidade. As inscrições estão abertas até 7 de agosto pelo aplicativo Santander Universitário.

Fonte: Edm Logos

Siga o Egonotícias no Instagram: @egonoticias

 

Lourdes Castro

Nascida em São Paulo, Capital - SP, Brasil, Formada em Comunicação Social pelas Fiam- Faculdades Integradas Alcântara Machado, Pós Graduada em Administração de Marketing pela Fecap, Especialização em Assessoria de Imprensa pelo Senac. Jornalista, Assessora de Imprensa e Produtora do Programa Fama & Destaque da Apresentadora Viviane Alves, pela TV Guarulhos. MTB 15521

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar